Governo busca consenso interno sobre Código Florestal

Agronegócio

Governo busca consenso interno sobre Código Florestal

Base aliada traçou estratégias para aprovar o novo código
Por:
1098 acessos
O governo fez reunião nesta quinta-feira (14) para afinar o discurso para mais um debate no Congresso Nacional sobre o Código Florestal. Coordenada pelo presidente da República em exercício, Michel Temer, a base aliada traçou estratégias para aprovar o novo código.


Na avaliação do ministro de Relações Institucionais, Luiz Sérgio, os pontos que podem gerar atrito são “poucos e pequenos”. Para o ministro, a reunião serviu para que o governo se aproximasse de um consenso. “Progredimos e estamos praticamente construindo uma proposta consensual no governo. Os pontos de atrito diminuíram de forma acentuada. Tanto o setor ambiental quanto o dos produtores rurais e da agricultura familiar concordam que vamos chegar a um bom caminho”, disse o ministro ao deixar o encontro.

Luiz Sérgio evitou falar sobre quais as discordâncias dentro da base aliada. “Eu gostaria de não entrar nos pontos porque seria deselegante da minha parte, sem tratar com o próprio relator, com a comissão que está debatendo a matéria”.

O líder do PT na Câmara, Paulo Teixeira (PT-PA) também não citou as dissonâncias ainda existentes. “Se o ministro das Relações Institucionais não falou, você imagina se vou dizer. Eu não sou o porta-voz.”, disse o líder que saiu da reunião com a incumbência de reunir a base para tratar do assunto. “O governo fechou uma posição e essa posição será levada aos líderes da Câmara”, disse o deputado.


“Entendemos que estamos vivendo um outro momento nesse debate. O debate estava muito acirrado anteriormente e achávamos que tínhamos que dar um salto. O salto foi aquele de condicionar a nossa posição na votação à posição do governo”, disse Paulo Teixeira.

Para convencer a própria bancada do PT na Câmara dos pontos que o governo que ver aprovados, o deputado Arlindo Chinaglia (PT-SP), que já foi presidente da Casa e tem bom trânsito com os demais parlamentares, foi escolhido para mediar as conversas.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink