Governo do PR diz que ganha com restrição aos transgênicos

Agronegócio

Governo do PR diz que ganha com restrição aos transgênicos

A revista CartaCapital mostra a restrição do governo paranaense com a soja transgênica
Por: -Giuliano
80 acessos

A revista CartaCapital desta semana mostra que a restrição do governo do Paraná com a soja transgênica trouxe vantagens ao Estado. Segundo a publicação, “o Porto de Paranaguá saiu no lucro ao restringir a exportação de soja”. Em três páginas, o repórter João Erthal conta que “os transportadores da soja brasileira exportada parecem sabotar a própria carga”.

Erthal revelou que sacas de soja transgênica são lançadas sobre os caminhões carregados com o grão convencional, o que levará todo o carregamento a ser classificado como geneticamente modificado e, conseqüentemente, ao pagamento de royalties à Monsanto pelo uso da tecnologia.

“A prática demonstra a falta de opção de um segmento da agricultura brasileira que gostaria de não se submeter aos interesses da Monsanto, detentora da patente da soja transgênica e que lucra a cada tonelada vendida, não importando se as sementes são genuínas ou simplesmente parte de uma cultura convencional com alguma “contaminação”, como é chamado o cruzamento de plantas tradicionais com as geneticamente modificadas”, diz trecho da reportagem.

Ainda segundo Erthal, “o volume de carga e dinheiro que circula por Paranaguá sempre atraiu interesses escusos. As filas quilométricas de caminhões pelo acostamento da BR-277, que dá acesso ao porto, talvez sejam o exemplo mais espantoso do raio de ação das quadrilhas. As filas intermináveis, sempre usadas nos telejornais como exemplo de ineficiência dos portos brasileiros, não existem mais - apesar do aumento no movimento de caminhões e navios”. As informações são do governo do Estado do Paraná.


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink