Governo e Assembleia se unem pela inclusão social produtiva

Agronegócio

Governo e Assembleia se unem pela inclusão social produtiva

Secretário recebe minuta de projeto de lei que busca ampliar o incentivo a agricultores familiares e facilitar o escoamento da produção
Por:
629 acessos

Receba Notícias como esta por email

Cadastre-se e receba nossos conteúdos gratuitamente

O avanço das políticas públicas voltadas para a Agricultura Familiar foi o tema debatido em audiência pública ocorrida nesta sexta-feira (4), no plenário da Assembleia Legislativa de Alagoas (ALE). A audiência contou com a presença de secretários de Estado, representantes do Ministério do Desenvolvimento Social e Agrário (MDSA) e de entidades da agricultura familiar do Estado.

Durante o debate, a deputada Jó Pereira, autora do requerimento que resultou na audiência pública, entregou ao secretário de Estado da Assistência e Desenvolvimento Social, Antônio Pinaud, a minuta do projeto de lei que cria o Programa Alagoano da Agricultura de Interesse Social (PAAIS). 

A ideia da parlamentar é contribuir para a apresentação de um projeto de iniciativa do Poder Executivo visando ampliar o fomento à organização e modernização da produção da agricultura familiar em Alagoas, bem como melhorar o processo de escoamento da produção, além de favorecer a aquisição de alimentos provenientes da agricultura familiar nas compras realizadas pelos órgãos públicos. 

“A política voltada para a agricultura familiar não só garante comida na mesa dos alagoanos como também alavanca a economia de vários municípios alagoanos. É uma causa muito importante para ser tratada e é por isso que estamos aqui hoje”, alertou a deputada. 

Na avaliação do secretário Antônio Pinaud, toda iniciativa que tenha como meta o incentivo à inclusão social produtiva merece ser apoiada. 

“A deputada Jó Pereira tem colaborado com a construção contínua de políticas públicas que promovam melhores condições de produção e comercialização do que é produzido pela agricultura familiar. O projeto ainda deverá ser avaliado pelo Executivo e caberá a ele analisar sua viabilidade jurídica, mas sua intenção é garantir um incremento no apoio que o Governo do Estado que já oferece apoio ao agricultor familiar alagoano. A nossa pasta estará sempre de portas abertas para qualquer debate nesse sentido”, disse Pinaud. 

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink