Gripe aviária é encontrada em fazenda de avestruz na África do Sul
CI
Agronegócio

Gripe aviária é encontrada em fazenda de avestruz na África do Sul

Surto impôs restrições na movimentação das aves
Por:
Um surto de gripe aviária atingiu uma fazenda de avestruz na África do Sul, mas as autoridades disseram que é improvável que represente uma ameaça às pessoas, embora testes adicionais estejam sendo feitos após uma outra cepa ter matado oito pessoas na China.

O surto levou a imposição de restrições na movimentação das aves e a seus produtos na província de Cabo Ocidental, informou a secretaria de agricultura da província em comunicado, nesta terça-feira.

Amostras testadas de um fazenda avestruzes perto de Oudtshoorn, principal polo de exportação de avestruz da África do Sul, encontraram a presença do vírus H7N1, de acordo com a secretaria.

Outra cepa, a H7N9, provocou oito mortes no leste da China desde que foi confirmada pela primeira vez em humanos, no mês passado.

Marna Sinclair, veterinária do governo na região de Oudtshoorn, disse que já houve incidentes passados com o vírus H7N1 na região, mas que nenhum tinha relação com a atual cepa localizada na China, e que nenhuma pessoa tinha ficado doente.

"Não há uma preocupação real. Duvidamos que esse seja um vírus relacionado, e estamos realizando testes para ter certeza", disse ela.

Dois anos atrás, a África do Sul abateu 10 mil avestruzes após um surto de outra cepa da gripe aviária, menos virulenta, que interrompeu as exportações de carne de avestruz para a União Europeia.

Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.