Gripe suína: avó e primos de menina morta em SP têm sintomas

Agronegócio

Gripe suína: avó e primos de menina morta em SP têm sintomas

Gripe suína: avó e primos de menina morta em SP têm sintomas
Por:
192 acessos
SÃO PAULO - A Vigilância Epidemiológica de Osasco, na Grande São Paulo, confirmou que três primos e a avó de 75 anos da menina 11 anos que foi a primeira vítima fatal da gripe suína no estado de São Paulo e a segunda no país apresentam sintomas do vírus da gripe suína - Influenza A (H1N1) - e fizeram os exames para saber se estão infectados. Os amigos de escola da garota também seguirão monitorados. A Vigilância Epidemiológica continua apurando como a família se contagiou.

O pai da criança, que tem 57 anos, segue internado na capital em tratamento e estaria bem. A mãe, de 40 anos, e o irmão, de 7, também contraíram a doença, mas melhoraram e saíram de Osasco para ter privacidade.

Os vizinhos da menina aumentaram o alerta com o vírus H1N1 na Rua Paulo Soares, no Jardim Santo Antônio. Mesmo com as orientações da Vigilância Epidemiológica de que não deve haver pânico, eles garantem que o episódio assusta pela proximidade com o caso.

- Estou muito assustada, mas o que vou fazer? Eu tenho problemas respiratórios e, a qualquer alerta, vou ao posto de saúde. Está todo mundo achando que vai pegar (a gripe). Está no ar - disse a dona de casa Eliana Rezaghi, de 41 anos, mãe de três filhos pequenos.

A maioria das pessoas da rua não tinha contato pessoal com a família da menina - classificada como reservada -, mesmo com eles morando no local há mais de 15 anos.

- Nem estávamos sabendo o que estava acontecendo. Eles só cumprimentavam a gente de longe. Só soube que era algo grave quando vi agora a morte na televisão - disse o segurança Jorge Camilo, de 35 anos, que mora ao lado da família.

Em nota divulgada ontem, prefeitura de Osasco tratou de tranquilizar os moradores da região.

- Trata-se de um caso isolado. Não há qualquer motivo para alarde no município - diz a nota divulgada.

Não há outros casos confirmados da gripe no bairro.

A cidade de Osasco teve seis dos 457 casos confirmados de H1N1 em São Paulo.


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink