Grupo contrabandeava vinhos e espumantes
CME MILHO (DEZ/20) US$ 4,200 (0,72%)
| Dólar (compra) R$ 5,63 (0,59%)

Imagem: Divulgação Polícia Federal

POLÍCIA

Grupo contrabandeava vinhos e espumantes

Bebidas eram trazidas de forma clandestina da Argentina para o Brasil
Por: -Eliza Maliszewski
637 acessos

Uma operação conjunta entre a Polícia Federal, a Receita Federal do Brasil e a Brigada Militar alertou consumidores de vinhos e espumantes importados para a qualidade do produto. A  Operação Dionísio desarticulou uma quadrilha que contrabandeava essas bebidas de origem argentina para o Brasil. 

A ação ocorreu nas cidades gaúchas de Crissiumal, Santa Rosa e Santo Ângelo e na catarinense Balneário Camboriú. Somente em um depósito foram encontradas mais de 2 mil garrafas de vinhos e espumantes importados de alto valor, avaliados em R$ 400 mil.

Foram cumpridos dois mandados de prisão temporária e sete de busca e apreensão, além de medidas de sequestro de bens. Os presos eram empresários do ramo de bebidas.

A investigação apurou que o grupo atuava em âmbito nacional, com comércio eletrônico de bebidas. Eram ofertadas pelo menos 120 opções de vinhos. Em apenas uma das plataformas eletrônicas utilizadas pelo grupo criminoso, o volume de vendas realizadas somou mais de 3 milhões de reais em apenas sete meses. Os produtos eram atravessados por meio de barcos clandestinos durante a madrugada para burlar a fiscalização de fronteira. 
 

Anúncios que podem lhe interessar


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink