Grupo Maggi investe US$ 395 milhões e amplia faturamento

Agronegócio

Grupo Maggi investe US$ 395 milhões e amplia faturamento

O cenário positivo para o agronegócio brasileiro trouxe ânimo novo ao setor
Por:
61 acessos

O cenário positivo para o agronegócio brasileiro trouxe ânimo novo não apenas para as multinacionais que atuam no país. O Grupo André Maggi -um dos maiores produtores de soja do mundo - também deu início a um ambicioso plano de investimentos, de aproximadamente US$ 395 milhões, para consolidar a sua atuação nas áreas de agrícola, logística e de energia.

No segmento agrícola, o grupo planeja investir nos próximos dois anos US$ 35 milhões em armazéns e silos para ampliar a sua capacidade de recebimento de grãos. "A empresa tem planejamento para movimentar anualmente, dentro de cinco anos, 5 milhões de toneladas de grãos", afirmou ao Valor Jacyr Bonjiolo, presidente do grupo. Em 2007, a Amaggi Importação e Exportação, uma das empresas do grupo, deve movimentar de 3,5 milhões a 3,6 milhões de toneladas de produtos agrícolas, entre soja, milho e algodão. O volume é cerca de 20% superior ao movimentado no ano passado.

A movimentação de soja ficou estável em 2,8 milhões de toneladas. "Houve redução do plantio no Mato Grosso, mas ainda assim conseguimos manter o volume de originação", informou Bonjiolo. No ano, o grupo expandiu as operações com milho e prevê exportar 800 mil toneladas no ano, ante 200 mil em 2006. Conforme Bonjiolo, a melhora nos preços dos grãos favoreceu a receita do grupo, que neste ano deve atingir US$ 1,05 bilhão, ante US$ 820 milhões em 2006. O cenário positivo também levou o grupo a ampliar a área plantada com soja, milho e algodão de 176 mil hectares para 195 mil na safra 2007/08.

"O cenário internacional é positivo e o Estado [Mato Grosso] também tem incrementado bastante a produção de frangos e suínos. Para isso estamos fazendo o investimento na fábrica nova em Lucas do Rio Verde", afirmou Bonjiolo. O grupo já havia anunciado, em abril deste ano, investimento de US$ 70 milhões na construção da unidade esmagadora de soja, que elevará a sua capacidade de processamento de atuais 3 mil toneladas por dia para 6,5 mil toneladas por dia.

Hoje, 80% do faturamento do Grupo André Maggi advém das operações agrícolas. De acordo com Bonjiolo, em 1996, o grupo faturava US$ 180 milhões, mas cresceu consideravelmente após realizar investimentos em logística para fazer o transporte de soja pelo Rio Madeira até os portos da região Norte. "Agora novamente vamos fazer investimentos importantes em logística", disse.

Neste ano, o grupo fará um aporte de US$ 70 milhões na Hermasa Navegação da Amazônia para ampliar a capacidade de transporte de grãos e minério de ferro de Macapá a Belém. Recentemente, o grupo fechou um contrato de 20 anos com a MMX Mineração e Metálicos (controlada pela empresário Eike Batista) para o transporte de 6,5 milhões de toneladas de minério de ferro por ano.

Pelo contrato, cujo valor é mantido em sigilo, a Hermasa deve iniciar as operações entre novembro e dezembro. Os recursos serão investidos na aquisição de 27 barcaças, com capacidade de 6 mil toneladas cada, além de rebocadores e empurradores. As embarcações serão construídas pela Estaleiro Rio Maguari e a Estaleiros Rio Negro (Erin). Além desse aporte, o grupo investirá US$ 50 milhões, nos próximos dois anos, para ampliar as operações nos terminais que tem nos portos de Porto Velho e Itacoatiara.

No setor energético, a Maggi Energia investirá entre US$ 160 milhões e US$ 170 milhões em quatro pequenas centrais hidrelétricas (PCHs) nas margens do rio Juruena (perto da cidade de Sapezal), no Mato Grosso, com capacidade de 75 MW cada. As obras devem ser concluídas em 2009.

Todos os aportes contarão com financiamentos bancários. De acordo com Bonjiolo, os investimentos em estrutura, bem como programas de transparência e responsabilidade socioambiental, "deixam a empresa pronta" para uma futura abertura de capital. "Somos bastante assediados, inclusive por bancos e grandes grupos. O grupo está preparado para uma abertura de capital. Só depende de uma decisão dos acionistas."


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink