GSI volta a fabricar silos no Brasil

Agronegócio

GSI volta a fabricar silos no Brasil

Empresa inaugura sua nova planta industrial em Marau no dia 19 de maio
Por: -Janice
5675 acessos
Empresa inaugura sua nova planta industrial em Marau no dia 19 de maio

O Grupo GSI retorna à fabricação na área de silos, secadores e transportadores de grãos no Brasil. A empresa, que também lidera em nível mundial a produção de equipamentos para confinamento de aves, suínos e pecuária leiteira, transferiu para Marau (RS) sua unidade de fabricação de sistemas de armazenagem. No dia 19 de maio, às 18h, um coquetel marca o lançamento do retorno à produção nacional.

Antes instalado em Brusque (SC), o parque fabril foi trazido para Marau, onde a companhia mantém a maior fábrica de equipamentos para a produção de proteína animal da América Latina. A consolidação das operações na planta industrial já estabelecida no município gaúcho representa inúmeros ganhos relacionados aos custos do processo de fabricação, devido à sinergia de manufaturas e à absorção de custos indiretos. Além de serem desenvolvidos com a tecnologia do líder mundial em silos, os sistemas de armazenagem GSI chegarão ao mercado com preços mais competitivos.

De acordo com o presidente da GSI no Brasil, Sidney Del Gaudio, o mercado brasileiro de sistemas de armazenagem de grãos é bastante promissor. “Identificamos uma demanda significativa por sistemas de armazenagem em diversas regiões onde a GSI já vem atuando, nas quais a capacidade estática de armazenagem ainda é inferior à produção”, afirma. “E a perspectiva é de as dificuldades para estocagem de grãos se agravarem ainda mais, haja visto os números da safra previstos para esse ano”, completa.

A GSI já fez a entrega da primeira encomenda da nova fase da empresa. E foi para atendimento à exportação: dois embarques de seis carretas saíram de Marau com destino à Villaguay, Entre Rios, na Argentina, levando equipamentos de grande porte – um complexo de quatro silos com capacidade de estocagem de 6 mil toneladas cada um. O cliente é o frigorífico argentino Las Camelias, empresa tradicional daquele país, com 75 anos de mercado. A exportação para os países da América do Sul deverá responder por 30% da produção local da GSI Brasil.

As informações são da assessoria de imprensa da GSI.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink