GTA eletrônica permite maior controle sanitário de animais

Agronegócio

GTA eletrônica permite maior controle sanitário de animais

GTA eletrônica permite maior controle sanitário de animais
Por:
288 acessos
O técnico da Seab, Fábio Monteiro, utiliza o sistema que emite a guia em uma demonstração

O método já é feito há cerca de três anos no Paraná, existe também em outros estados e deverá ser implantado em quase todos os outros, inicialmente nos que são áreas livre de aftosa. A Guia de Transporte Animal Eletrônica proporciona mais segurança ao gerenciamento de risco sanitário e à rastreabilidade dos animais transportados entre estabelecimentos rurais.

Mas além do benefício de ser muito mais cômoda, a GTA eletrônica também contém muito mais informações sobre as propriedades rurais, como explica o técnico da Seab, Fábio Monteiro. “O cadastro do produtor na internet contém todas as movimentações animais, além de informações sobre seu rebanho, vacinação, georeferenciamento entre outros. Nós temos o total controle em tudo o que se refere ao transporte animal e vacinação com esse sistema”, explica.
O criador que quiser transportar os animais para outro estado ou mesmo dentro da mesma unidade federativa deverá procurar o Serviço Veterinário Estadual para emissão da GTA eletrônica. O técnico acessa a conta do produtor no cadastro para imprimir a guia, que só será emitida se o estabelecimento rural de destino constar no cadastro unificado dos estabelecimentos. A GTA informa se o estabelecimento de origem dos animais recebeu algum animal de área não considerada como livre de aftosa ou de alguma propriedade que esteja cumprindo noventena. Além disso, o código de barras na GTA eletrônica permite aos fiscais a confirmação da autenticidade do documento.

Ainda não é utilizada em 100% dos casos
As facilidades de controle sanitário que a GTA eletrônica traz são muitas, mas o técnico da Seab afirma que ela nem sempre é utilizada pelos produtores. “Nós podemos identificar que a maioria dos produtores que não utilizam a Guia de Transporte Animal são os de pequeno porte e que comercializam seus animais na comunidade, mas até mesmo nesses casos é necessário a GTA. Muitos acham que a guia só é necessária quando vai se pegar a estrada ou em grandes quantidades, mas mesmo que seja um animal, para a propriedade do vizinho, é necessária a GTA”, salienta ele.
Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink