IMA promove workshop em Belo Horizonte

Agronegócio

IMA promove workshop em Belo Horizonte

O workshop “Barreiras Não-Tarifárias no Comércio Internacional de Produtos Vegetais” acontece nos dias 13 e 14 de abril
Por: -Janice
1265 acessos
Nos dias 13 e 14 de abril, Belo Horizonte irá sediar o workshop “Barreiras Não-Tarifárias no Comércio Internacional de Produtos Vegetais”. O Instituto Mineiro de Agropecuária (IMA), vinculado à Secretaria de Estado da Agricultura, Pecuária e Abastecimento de Minas Gerais, é um dos realizadores em parceria com a Universidade Federal de Viçosa, a Federação da Agricultura de Minas Gerais (Faemg) e a Sociedade Brasileira de Defesa Agropecuária.

A expectativa é reunir 150 profissionais de defesa sanitária vegetal, líderes e empresários do agronegócio nacional, professores universitários e pesquisadores, no auditório da Faemg. O objetivo é apresentar conceitos básicos sobre acordos internacionais que regem o comércio de plantas, suas partes e produtos de origem vegetal, levantando discussões sobre o impacto das barreiras não-tarifárias ao comércio. As inscrições podem ser feitas no site http://www.workshopufv.tangu.com.br e mais informações obtidas pelo telefone (31) 3235-3460 ou pelo email mpvegetal@gmail.com

Confira a programação:

:: Abertura: Barreiras não-tarifárias sob a ótica do setor privado. Mário Vilela
:: Organização Mundial do Comércio (OMC). Orlando Silva (Universidade Federal de Viçosa).
:: Barreiras Técnicas ao Comércio (TBT). Eduardo Gadret (Instituto Nacional de Metrologia, Normalização e Qualidade Industrial - Inmetro).
:: Acordo de Medidas Sanitárias e Fitossanitárias (SPS).
:: Convenção Internacional de Proteção Vegetal (CIPV). Cósan Coutinho (Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento).
:: Codex Alimentarius. Maria Aparecida Martinelli (Instituto Nacional de Metrologia, Normalização e Qualidade Industrial - Inmetro).
:: Apresentação do Mestrado Profissional em Barreiras Não Tarifárias e Defesa Sanitária Vegetal. Ângelo Pallini (Universidade Federal de Viçosa).
:: Estudo de caso 1: Resíduos de agrotóxicos em café: os casos do diclorvós, piraclostrobina e flutriafol. Luiz Antônio Rodrigues (Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento).
:: Estudo de caso 2: Barreiras impostas à importação de frutas frescas oriundas do Brasil pelos países do sudeste asiático em função da ocorrência do mal-das-folhas-da-seringueira. Cósan Coutinho (Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento).
:: Dois anos da Rede de Inovação Tecnológica para Defesa Agropecuária: integrando os agentes do sistema brasileiro de Defesa Agropecuária. Evaldo Vilela (Universidade Federal de Viçosa).

As informações são da assessoria de imprensa do evento.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink