Importações chinesas de soja sobem 17,5% em maio ante abril

Agronegócio

Importações chinesas de soja sobem 17,5% em maio ante abril

País importou 4,56 milhões de ton em maio
Por:
1646 acessos
PEQUIM (Reuters) - A China, maior comprador de soja do mundo, importou 4,56 milhões de toneladas de soja em maio, 17,5 por cento a mais que os 3,88 milhões de toneladas em abril, segundo dados divulgados pela Administração Geral da Alfândega da China.

Apesar das margens de esmagamento negativas, esmagadores chineses elevaram as importações se preparando para a demanda sazonal maior por ração animal a partir de junho.

As importações de maio também ficaram levemente acima das registradas no mesmo período de 2010, quando somaram 4,37 milhões de toneladas.

O Brasil costuma ser um dos mais importantes fornecedores de soja para a China, mas no início do ano os chineses tendem a comprar mais dos EUA.

As importações nos primeiros cinco meses caíram 1 por cento ante o mesmo período do ano anterior, para 19,4 milhões de toneladas, de acordo com os dados da alfândega.

A liberação por Pequim de reservas de soja e oleaginosas comestíveis frearam os preços no varejo.

Os dados também mostraram que as importações de óleos vegetais em maio foram de 390 mil toneladas, ou queda de 20,4 por cento ante o mês anterior. As importações se tornaram pouco atrativas depois que os preços no varejo foram limitados.

As exportações de milho da China subiram 177 por cento em maio, para 27.491 toneladas. A China exporta principalmente para a Coreia do Norte.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink