Importações de trigo devem ser adiantadas

MERCADO

Importações de trigo devem ser adiantadas

"Espera-se que os preços internos também se elevem, inclusive e principalmente o das farinhas"
Por: -Leonardo Gottems
338 acessos

A quebra na qualidade do trigo brasileiro que vem sendo colhido pode acabar adiantando o movimento de importação do cereal nos estados da Região Sul. É isso que informa o analista Luiz Fernando Pacheco, da T&F Consultoria Agroeconômica, que falou também sobre a situação da colheita do produto no Brasil. 

“Como a colheita nos dois maiores estados produtores ainda não terminou, está em 86% no PR e ao redor de 15% e 20% no RS, não se tem as dimensões exatas do volume a ser colhido e, deste, quanto será trigo milling e quanto será trigo feed. Esta distinção é particularmente importante para se saber exatamente qual será a disponibilidade de trigo milling para os moinhos brasileiros e qual a real necessidade de importação”, comenta 

De acordo com Pacheco a quebra da qualidade é notável e deverá adiantar ou aumentar os volumes a serem importados nos próximos meses “de São Paulo para cima”, para melhorar a qualidade das farinhas a serem produzidas. Por outro lado, poderá haver venda de trigo gaúcho para o Nordeste. 

“Com isto, espera-se que os preços internos também se elevem, inclusive e principalmente o das farinhas, porque os trigos importados estão chegando ao redor de R$ 1.025,00/tonelada, o que deverá puxar também os preços internos para próximo deste nível (algo ao redor de R$  800,00/t no RS e R$ 900,00 no PR, para quem tiver trigo tipo 1)”, informa. 

No entanto, o analista fala também sobre a necessidade de uma elevação. “Só para se ter uma ideia, os preços das farinhas hoje são para compra de trigo ao redor de R$ 800,00/t posto moinho, portanto, a elevação terá que ser significativa”, conclui.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink