Incidência de nematoides na cultura do algodão está aumentando em MT
CI
Agronegócio

Incidência de nematoides na cultura do algodão está aumentando em MT

Incidência de nematoide já subiu 23%, segundo pesquisa
Por:

A incidência de nematoides na cultura do algodoeiro está aumentando, de acordo com o levantamento que está sendo realizado em Mato Grosso há duas safras. Esse tema será abordado em uma das estações do Dia de Campo, que acontecerá na Fazenda Lagoa Dourada, em Campo Verde, no próximo dia 21 (sábado).

O fitopatologista Rafael Galbieri, do Instituto Mato-grossense do Algodão (IMAmt), apresentará os últimos dados do trabalho feito em parceria com a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) e a Associação dos Produtores de Sementes de Mato Grosso (Aprosmat), com apoio financeiro do Instituto Brasileiro do Algodão (IBA).

O pesquisador cita como exemplo que, no último levantamento realizado há 11 anos, havia 5% de incidência de nematoide de galha nas lavouras de algodoeiro de Mato Grosso. No trabalho atual, essa incidência subiu para 23% e, para complicar a situação, esse nematoide está associado à murcha de fusarium, que representou 2 % das amostras. A maior concentração está ocorrendo nas regiões Centro Leste (que tem Primavera do Leste como referência) e Centro (em torno de Campo Verde).

O levantamento demonstra também que há grande relação entre a incidência de nematoides e a textura de solo. "Em texturas mais leves, os problemas com os parasitas são consideravelmente superiores", afirma o pesquisador. O trabalho confirmou ainda a grande influência da compactação de solo na produtividade do algodoeiro.  Nesse sentido, medidas integradas de manejo de nematoide, que levem em consideração características físicas e químicas de solo, são necessárias e recomendadas para combater, ou pelo menos, conter o problema em Mato Grosso, adianta o fitopatologista.

Além de estar atuando no monitoramento do problema dos nematoides, o IMAmt, segundo Galbieri, vem buscando oferecer alternativas aos produtores de algodão, como variedades com maior resistência, opções de controle biológico e também de diversificação de culturas no sistema produtivo de Mato Grosso, com a introdução de espécies não hospedeiras a nematoides. 

O Dia do Campo 2014 é uma realização da Associação Mato-grossense dos Produtores de Algodão (Ampa) e do IMAmt, e uma oportunidade para difusão de conhecimentos e novas tecnologias. A programação do evento inclui várias estações com foco no lançamento de novas cultivares, monitoramento de plantas daninhas, uso de marcadores moleculares, controle biológico, manejo de pragas no sistema produtivo de Mato Grosso, levantamento de bicudo e potencial de mamona para o cultivo no Estado, entre outros temas.
 
Serviço

O que: Dia de Campo do Algodão

Quando: dia 21 de junho (sábado), a partir de 7h30

Onde: Fazenda Lagoa Dourada, BR 070, km 348 + 15 KM, no sentido Campo Verde - Primavera do Leste

Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink