Índia propõe para Mato Grosso a produção de lentilha; laços sendo estreitados

Agronegócio

Índia propõe para Mato Grosso a produção de lentilha; laços sendo estreitados

O Brasil e a Índia ainda firmaram acordos voltados para as exportações de frutas, carne de aves e suínos
Por:
433 acessos

O Brasil e a Índia ainda firmaram acordos voltados para as exportações de frutas, carne de aves e suínos

Mato Grosso e a Índia devem estreitar laços no âmbito comercial, além de tecnológicos, startups, agricultura e ferrovia. A promoção de intercâmbio tecnológico e de atração de investimentos para o Estado foi abordado durante visita do embaixador indiano Sunil Lal, que propôs para o Estado o cultivo de lentilhas. A visita ocorre aproximadamente um mês após acordos firmados entre o Brasil e o país da Ásia Meridional.

O encontro entre o governador Pedro Taques e o embaixador da Índia, Sunil Lal, ocorreu na última sexta-feira, 04 de novembro. Na ocasião potenciais comerciais e turísticos do estado foram apresentados.

Conforme o governador Pedro Taques, não apenas laços na área comercial devem ser estreitados entre o Estado e o país (importação e exportação), mas também outros pontos como startups, tecnologia, agricultura, ferrovias e até mesmo educação pública. 

A previsão é que em 2017 seja realizada em Cuiabá uma "Semana da Cultura Indiana". A proposta é do Governo de Mato Grosso.

Durante a passagem pelo Estado, o embaixador da Índia afirmou que Mato Grosso pode ser muito importante para a segurança alimentar de seu país. , tanto que propôs para Mato Grosso o cultivo de lentilha. Segundo o diplomata, o assunto, inclusive, já foi apresentado ao setor produtivo do Estado.

“Temos muitas possibilidades na área de agricultura, infraestrutura e economia do conhecimento, entre outras coisas. Mato Grosso é um Estado importante na produção de grãos e esperamos iniciar uma cooperação”, salientou Sunil Lal.

A Índia, como o Agro Olhar já comentou, foi um dos roteiros da Missão Ministerial e Empresarial pela Ásia realizada em setembro pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), sob o comando do ministro Blairo Maggi. Na ocasião foi firmada a construção de uma fábrica de agroquímicos da empresa indiana UPL, com investimento previsto de R$ 1 bilhão. A fábrica chegou a ser cogitada para ser construída em Mato Grosso, em uma tentativa do ministro Blairo Maggi de atrair o empreendimento para o Estado, contudo a possibilidade foi descartada em decorrência a distância em relação aos portos.

O Brasil e a Índia ainda firmaram acordos voltados para as exportações de frutas, carne de aves e suínos, além de um termo de cooperação para pesquisa de lentilhas no Brasil.


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink