Indicados pelo SENAR-PR recebem prêmio Produtor Rural 4.0
CI
Imagem: Divulgação
EVENTO

Indicados pelo SENAR-PR recebem prêmio Produtor Rural 4.0

O evento fomentou a tecnologia e a sustentabilidade para a criação de soluções de excelência e inteligência competitiva
Por:

O Agrobit Brasil promoveu uma premiação para reconhecer produtores rurais que utilizam inovação e tecnologia em suas atividades agropecuárias. Dentre os nove premiados, seis foram indicados pelo SENAR-PR. No total, concorreram 67 candidatos dos Estados do Paraná, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Bahia, Maranhão, Minas Gerais, Rio Grande do Sul e São Paulo.

“O resultado dessa premiação de- monstra a relevância do agronegócio paranaense no cenário nacional e também ratifica a importância do trabalho do SENAR-PR na profissionalização do setor, independentemente do tamanho da propriedade. A entidade reconhece o potencial do Estado para inovação no agronegócio e, cada vez mais, oferta capacitações nesse sentido, incentivando o uso de tecnologias e outras ferramentas que vão ao encontro de uma Agricultura 4.0”, destaca Arthur Piazza Bergamini, gerente do Departamento Técnico (Detec) do Sistema FAEP/ SENAR-PR.

O prêmio Produtor Rural 4.0 foi concedido durante a 4ª edição do Agrobit Brasil, realizada nos dias 9 e 10 de novembro, com apoio do Sistema FAEP/SENAR-PR. O evento fomentou a tecnologia e a sustentabilidade para a criação de soluções de excelência e inteligência competitiva.

Premiados

Na categoria Pequena Propriedade (entre um e quatro módulos fiscais), de 17 produtores indicados, foram premiados os paranaenses Gilmar Marcelo de Paula, do Sítio De Paula (1º lugar); Rosana Aparecida Gabardo Pallu, do Sítio São Francisco de Sales (2º lugar); e José Amilcar Pastuch, do Sítio São José (3º lugar).

Dos 18 produtores concorrendo na categoria Média Propriedade (entre quatro e 15 módulos fiscais), a segunda colocação ficou com Maiquel Alberts, da Agropecuária Alberts. Em Grande Propriedade (acima de 15 módulos fiscais), entre 32 indicados, Ely Germano e José Bento Germano, da Fazenda Mutuca; e Tábata Ribeiro de Melo Stock, da Fazenda Rio do Pedro, levaram medalhas de prata e de bronze, respectivamente.

A iniciativa do Agrobit Brasil busca identificar processos, serviços ou produtos que contribuem de forma efetiva no aumento da produtividade e redução de custos de produção no campo. Por meio do reconhecimento da contribuição destes produtores rurais, a proposta da premiação é fortalecer a rede de inovação e tecnologia no agronegócio e promover a sustentabilidade econômica, social e ambiental, além de multiplicar os resultados alcançados. A escolha dos vencedores foi baseada em critérios de sustentabilidade, produtividade, inovação, aumento da eficiência na produção devido à gestão inovadora e uso de tecnologias no campo, respeito ao meio ambiente, ética, responsabilidade com a cadeia produtiva, geração de valor, integração da cadeia, sequestro de carbono e rastreabilidade.


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.