Indústria arrozeira ganha mais prazo
CME MILHO (DEZ/20) US$ 4,122 (0,29%)
| Dólar (compra) R$ 5,60 (-0,14%)


Agronegócio

Indústria arrozeira ganha mais prazo

O Mapa estendeu até 1º de fevereiro de 2011 o prazo, para que as empresas embaladoras adaptem os rótulos ao novo padrão oficial de classificação
Por:
1434 acessos

O Ministério da Agricultura (Mapa) estendeu até 1º de fevereiro de 2011 o prazo, que se encerraria em 1º de setembro, para que as empresas embaladoras de arroz adaptem os rótulos ao novo padrão oficial de classificação dos grãos. A mudança deve-se à normativa 6, de 19 de fevereiro de 2009, que atualizou os requisitos de identidade, qualidade, amostragem e rotulagem do arroz.

Com a mudança, a identificação do subgrupo, da classe e do tipo do arroz deve estar de acordo com a norma. "A ampliação do prazo é positiva, mas muitas empresas terão que jogar fora seus produtos porque as embalagens antigas vão sendo substituídas de acordo com as vendas. Por outro lado, existem diversas indústrias com todos os rótulos já adequados", analisa o presidente do Sindarroz, Élio Coradini. Segundo ele, a embalagem representa 5% do custo total do arroz. O coordenador de Qualidade Vegetal do Mapa, Fábio Fernandes, explica que a ampliação do prazo foi definida justamente para diminuir os prejuízos à indústria orizícola.

Anúncios que podem lhe interessar


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink