Indústrias de ração voltam a sondar trigo
CI
Imagem: Pixabay
CEREAIS

Indústrias de ração voltam a sondar trigo

Depois das simples ofertas, já houve negócios a R$1.800,00 FOB no Paraná
Por: -Leonardo Gottems

No estado do Rio Grande do Sul, as indústrias de ração voltam a sondar o mercado de trigo, de acordo com informações divulgadas pela TF Agroeconômica. “Diane da forte quebra do milho no Rio Grande do Sul, as indústrias locais de ração voltaram a sondar o mercado de trigo, embora ainda não se tenha notícia de negócios.  Mas, os preços do farelo de trigo voltaram a subir. Exportação, apesar  da nova queda do dólar, teve que aumentar seu preço para R$1.630,00/t no porto para embarque e pagamento fevereiro. Moinhos continuam indicando R$ 1.650,00 CIF moinho. Vendedor pede R$ 1.600,00 ou mais no interior”, comenta. 

Em Santa Catarina os preços do farelo de trigo recomeçam a subir. “Estado  que  concentra  a  maior  demanda  interna  e  externa  de  milho,  Santa  Catarina  está  começando  também  a observar os preços do trigo para substituir a  quebra de milho. Nenhum negócio reportado ainda. Com isto, sobe o preço do farelo. Trigo gaúcho  pedidas estão no  mínimo a R$  1.600,00  +135  frete  até  o  leste  do  estado.  Relatos  de  compra entre 6-10 mil tons no RS nesta sexta-feira. A exportação não  está mais demandando trigo para o porto de Imbituba-SC", completa. 

Depois das simples ofertas, já houve negócios a R$1.800,00 FOB no Paraná. “Nesta  segunda-feira  fomos  informados  de  que  já houve, efetivamente, negócios de trigo a R$ 1.800/t no estado,  mas  ainda  não  sabemos  os  detalhes.  Assim que soubermos noticiaremos aqui. As  ofertas  eram:  a)  do  Oeste  de  R$  1.800,00/FOB,  b) de  uma  Cooperativa  grande do norte  de  R$  1.880,00 CIF  e  c)  do  Paraguai  a  U$  330,00/CIF (aproximadamente R$ 1.875,00/CIF). Estes preços eram esperados lá por março e abril e estão sendo antecipados para este mês de janeiro”, conclui. 


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.