Indústrias processam soja em ritmo mais lento

Agronegócio

Indústrias processam soja em ritmo mais lento

O atraso tem influência sobre a programação das esmagadoras no país
Por: -Cibelle Bouças
3 acessos
À semelhança do que ocorreu no ano passado, as indústrias retomam o processamento de soja em 2007 em ritmo lento. Isso porque, ainda que agora não haja retenção de grãos por produtores, como em 2006, as chuvas que atingiram o Mato Grosso do início do mês atrasaram a colheita do grão precoce.


Segundo analistas, o atraso tem influência sobre a programação das esmagadoras que atuam no país, uma vez que o aumento das vendas antecipadas desta safra 2006/07, em grande parte por conta dos melhores preços, sinalizava um início de esmagamento mais dinâmico.
Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink