Influência de altas temperaturas em ovos “in natura”

Agronegócio

Influência de altas temperaturas em ovos “in natura”

Revista do Ovo revela que não houve alterações significativas nos ovos relativas aos valores dos parâmetros estudados em temperatura ambiente mais quentes.
Por:
373 acessos

Em períodos de temperatura ambiente mais altas, podem influenciar na composição química dos ovos. O presente trabalho avaliou o teor de cinzas, lipídeos, proteínas e sólidos totais de ovos “in natura” de granjas dos Estados do Espírito Santo, Minas Gerais, Mato Grosso e São Paulo. 

É o que aponta artigo publicado na edição da edição de julho da Revista do Ovo, dos autores Maria Sylvia do Amaral Gurgel e Ricardo Suenaga, da UNISO – Universidade de Sorocaba.

Segundo os autores, os resultados obtidos revelaram que não houve alterações significativas nos valores dos parâmetros estudados em temperatura ambiente mais quentes, concluindo que não houve variação significativa do teor de cinzas, lipídeos, proteínas e sólidos totais em períodos mais quentes, se encontrando dentro dos valores legais. 

Acesse gratuitamente o leitor digital da Revista do Ovo e veja o artigo completo. 

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink