Infocafé de 02/01/19

Café

Infocafé de 02/01/19

Bolsa de N.Y. finalizou a quarta-feira em baixa,
Por:
43 acessos

A Bolsa de N.Y. finalizou a quarta-feira em baixa, a posição março oscilou entre a máxima de +0,80 pontos e a mínima de -2,50, fechando com -2,35 pts.

O dólar comercial fechou em baixa, vendido a R$ 3,8110, queda de 1,71%, na primeira sessão após a posse de Jair Bolsonaro como presidente da República. Jair Bolsonaro assumiu como presidente na terça-feira (1º) e fez citações genéricas sobre a economia. Nesta quarta-feira, ocorreu a cerimônia de transmissão de cargo dos ministros da Fazenda, do Planejamento e da Indústria e Comércio Exterior ao novo ministro da Economia, Paulo Guedes, dando início a uma fase de superconcentração de poderes nas mãos do novo comandante da economia. A reforma da Previdência e a crise dos estados serão alguns dos principais desafios do novo governo. De acordo com o ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, o governo ainda não definiu o formato que vai usar para enviar a reforma da Previdência ao Congresso Nacional. O Banco Central realizou nesta sessão leilão de 13,4 mil swaps cambiais tradicionais, equivalentes à venda futura de dólares para rolagem do vencimento de fevereiro, no total de US$ 13,398 bilhões. Se mantiver essa oferta diária e vendê-la até o final do mês, terá feito a rolagem integral.

O Valor Bruto da Produção (VBP) dos Cafés do Brasil, que corresponde à estimativa do faturamento total das lavouras, tanto de arábica como de conilon, atingiu R$ 25,05 bilhões em 2018. O café conilon com receita de R$ 4,95 bilhões representou em torno de 20% desse faturamento e o café arábica, que atingiu R$ 20,10 bilhões, correspondeu a 80% do total. Com base nesses números, verifica-se que a cafeicultura participa com 6% do faturamento total das lavouras brasileiras, o que coloca o setor café em quinto lugar no ranking do VBP. O cálculo do faturamento bruto, especificamente para as lavouras, contempla 21 produtos agrícolas e considera os preços médios recebidos pelos produtores rurais, o qual totalizou R$ 388,07 bilhões neste ano de 2018. O ranking dos cinco produtos que apresentaram o maior faturamento, em ordem decrescente, é o seguinte: soja, em primeiro lugar, figura com R$ 143,55 bilhões, que correspondem a 37%; em segundo, cana-de-açúcar – R$ 61,71 bilhões (16%); milho, em terceiro – R$ 47,49 (12%); algodão herbáceo, em quarto – R$ 34,41 bilhões (9%); e o café, conforme mencionado, ocupa o quinto lugar, com R$ 25,05 bilhões, montante que representa 6,5% do VBP (lavouras). Os dados e números do Valor Bruto da Produção - VBP são coletados e sistematizados pela Secretaria de Política Agrícola – SPA, do Ministério da Agricultura Pecuária e Abastecimento – Mapa desde 2005. No que concerne exclusivamente aos Cafés do Brasil, a partir de julho de 2014 as edições do VBP passaram a ser disponibilizadas no Observatório do Café do Consórcio Pesquisa Café, coordenado pela Embrapa Café. Tais dados permitem realizar diversas análises e comparações da evolução da cafeicultura. Para matéria completa acessem https://bit.ly/2BGrTWK .


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink