Infocafé de 08/03/19

Infocafé

Infocafé de 08/03/19

A bolsa de N.Y. finalizou a sexta-feira em alta
Por:
38 acessos

A bolsa de N.Y. finalizou a sexta-feira em alta, a posição maio oscilou entre a mínima de -0,15 pontos e máxima de +1,75 fechando com +1,65 acumulando na semana -1,70 pts.

O dólar comercial fechou em queda de 0,37%, cotado a R$ 3,8700. Apesar de cair no dia, a moeda teve valorização semanal acumulada de 2,38%. Investidores repercutiam dados sobre a economia dos Estados Unidos. O país criou 20 mil vagas de trabalho em fevereiro, número abaixo do esperado, o que gerou preocupações sobre uma desaceleração na atividade econômica norte-americana. Com o emprego crescendo a um ritmo lento, a tendência é que o Fed (Federal Reserve, o banco central dos EUA) adie eventuais aumentos nas taxas de juros.

Taxas maiores nos EUA tender a atrair para lá recursos atualmente aplicados em outras economias, como a brasileira. No Brasil, o mercado acompanhava o noticiário relacionado à reforma da Previdência. Após dias sem manifestação do governo sobre o tema, o presidente Jair Bolsonaro usou o Twitter para defender a reforma ontem, afirmando que ela permitirá estabilizar as contas públicas e viabilizará uma "rígida" reforma tributária. A declaração foi bem recebida por investidores, mas não elimina completamente a cautela que permanece com relação à ausência de notícias sobre a tramitação da proposta.

Foram divulgados os nomes dos representantes que vão compor o Conselho Deliberativo da Política do Café (CDPC), indicados dos órgãos governamentais e de entidades representativas da cafeicultura, com mandato de dois anos. A portaria foi assinada pela ministra da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Tereza Cristina, que preside o conselho. A medida, Portaria nº 14, foi publicada no Diário Oficial da União. Para representar o Ministério da Economia foram indicados os titulares Rogério Boueri de Miranda, Iran Pereira Veiga Júnior e Francisco Erismá Oliveira Albuquerque, e pelo Ministério das Relações Exteriores, Alexandre Peña Ghisleni.

O Conselho Nacional do Café (CNC) será representado por Carlos Alberto Paulino da Costa e Silas Brasileiro, e a Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), por Breno Pereira de Mesquita e José Silvano Bizi. Foram indicados da Associação Brasileira da Indústria de Café (ABIC) Ricardo de Sousa Silveira, e do Conselho dos Exportadores de Café do Brasil (Cecafé), Nelson Ferreira da Silva Carvalhaes. Já da Associação Brasileira das Indústrias de Café Solúvel (ABICS), Pedro Guimarães Fernandes. Entre as competências do conselho estão aprovar plano de safra para o setor, compreendendo o programa de produção da exportação de café verde, solúvel, torrado e moído.

Também é atribuição autorizar a realização de programas e projetos de pesquisa agronômica, mercadológica e de estimativa de safra. É função ainda aprovar, anualmente, proposta orçamentária referente aos recursos do Fundo de Defesa da Economia Cafeeira (Funcafé), criado pelo Decreto-Lei no 2.295, de 21 de novembro de 1986. A primeira reunião do CDPC está prevista para ocorrer na primeira quinzena de abril, em Brasília. 


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink