Infocafé de 10/04/19

Infocafé

Infocafé de 10/04/19

Bolsa de N.Y finalizou a quarta-feira em alta
Por:
52 acessos

A bolsa de N.Y finalizou a quarta-feira em alta, a posição maio oscilou entre a mínima de -0,55 pontos e máxima de +0,85 fechando com +0,60 pts.

O dólar comercial terminou o dia em queda de 0,78%, cotado a R$ 3,8240. O recuo veio um dia depois do parecer favorável do relator à reforma da Previdência na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara. Em seu parecer, o relator da Previdência na CCJ, deputado Delegado Marcelo Freitas (PSL-MG), recomendou que sejam feitos "ajustes" na técnica legislativa e pediu que o mérito seja analisado com "profundidade" para verificar a "conveniência" e a "justiça" das novas regras.

O projeto deve voltar a ser discutido a partir da próxima segunda-feira para ser votado até 17 de abril. No exterior, o apetite por risco que predominava nos últimos pregões perdeu força depois que o Fundo Monetário Internacional (FMI) cortou suas projeções de crescimento global e com tensões comerciais renovadas entre Estados Unidos e Europa. Hoje, as atenções também se voltaram para a divulgação da ata da última reunião de política monetária do Fed (Federal Reserve, o banco central norte-americano).

O documento mostrou que o Fed vê a economia dos EUA resistindo à desaceleração econômica global, mas que algumas autoridades podem mudar de ideia sobre se o próximo movimento deveria ser elevar ou reduzir os juros.

As exportações de café verde do Brasil em março cresceram 14,2 por cento na comparação anual, para 2,64 milhões de sacas, e fecharam o primeiro trimestre de 2018 em nível recorde para o período, segundo dados de exportadores e do governo.

Do total embarcado em março, 2,47 milhões de sacas foram de café arábica (+10,4 por cento) e 172,74 mil sacas de robusta (+125,7 por cento), informou o Conselho dos Exportadores de Café do Brasil (Cecafé) nesta quarta-feira. Também foram embarcados no mês passado 323,20 mil sacas de café solúvel, queda de 15,5 por cento, e 1 mil sacas de torrado & moído (-42,1 por cento), levando o total exportado pelo Brasil, entre verdes e industrializados, a 2,96 milhões de sacas, alta de 10 por cento. “Os resultados de exportação de café referentes ao mês de março foram muito positivos. O Brasil apresentou boa performance mesmo estando no período de entressafra.

É importante destacar que o país registrou volumes recordes de exportação nos meses de janeiro a fevereiro”, afirmou em nota o presidente do Cecafé, Nelson Carvalhaes. Com efeito, nos três primeiros meses do ano, os envios de café verde pelo Brasil, o maior produtor e exportador global da commodity, totalizaram 9,11 milhões de sacas, alta de 28,8 por cento ante o primeiro trimestre de 2018. Considerando-se os cafés industrializados, o Brasil registrou exportações de 9,9 milhões de sacas de café no primeiro trimestre, aumento de 25,7 por cento e também uma quantidade histórica para o período. “Caminhamos para fechamento do ano cafeeiro com ótimos resultados no desempenho, atingindo prováveis 40 milhões de sacas exportadas, um volume recorde histórico para o período”, avaliou Carvalhaes, reafirmando previsão feita no mês passado. 


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink