Infocafé de 13/08/20
CME MILHO (DEZ/20) US$ 4,200 (0,72%)
| Dólar (compra) R$ 5,63 (0,59%)

Imagem: Pixabay

INFOCAFÉ

Infocafé de 13/08/20

N.Y. finalizou a quinta-feira em alta
Por:
314 acessos

N.Y. finalizou a quinta-feira em alta, a posição setembro oscilou entre a mínima de -0,90 pontos e máxima de +5,10 fechando com +4,15 pts.

A moeda norte-americana recuou 1,54%, cotada a R$ 5,3666. Na máxima chegou a R$ 5,4917, mas reduziu o ritmo de alta após uma atuação mais firme do Banco Central no mercado de câmbio, que realizou dois leilões de contratos de swap cambial, com venda integral do lote somado de 20 mil contratos ( US$ 1 bilhão). No mês, o dólar passou a acumular alta de 2,87%, e no ano, de 33,84%.

Na cena externa, investidores aguardam a reunião entre autoridades dos EUA e da China, que devem revisar neste fim de semana a Fase 1 do acordo comercial e devem fazer queixas mútuas em uma relação cada vez mais tensa. Na agenda doméstica, o IBGE divulgou nesta quinta o resultado de junho do setor de serviços, o mais afetado pelo crise da pandemia do novo coronavírus. De acordo com a pesquisa, o setor teve alta de 5% em junho, após quatro meses de queda. Na cena política, o presidente Jair Bolsonaro afirmou na noite de quarta-feira, após reunião com os presidentes da Câmara e do Senado, ministros e parlamentares no Palácio da Alvorada, que o governo respeitará o teto de gastos. A incerteza política doméstica, aliada a um ambiente de juros extremamente baixos e uma crise econômica causada pela pandemia de coronavírus, é apontada por analistas como um dos fatores que levou o dólar a níveis recordes próximos de R$ 6 em 2020.

A comercialização da nova safra de café do Brasil 2020/21, que está em colheita, atingiu 51% até 10 de agosto, disse a consultoria Safras & Mercado nesta quinta-feira, ao destacar avanço de 11 pontos percentuais nas vendas ante o mês anterior. O ritmo das negociações está avançado em relação ao ano passado, quando 42% da safra 2019/20 estava comercializada até então, e também acima da média de 5 anos para o período, de 37%, disse a consultoria em comunicado. Tomada como base a estimativa da Safras para a produção em 2020/21, de 68,1 milhões de sacas de 60 quilos, já foram comercializadas 34,42 milhões de sacas.

Anúncios que podem lhe interessar


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink