Infocafé de 16/01/19

Infocafé

Infocafé de 16/01/19

A bolsa de N.Y finalizou a quarta-feira em alta
Por:
30 acessos

A bolsa de N.Y finalizou a quarta-feira em alta, a posição março oscilou entre a mínima de -0,65 pontos e máxima de +1,70 fechando com +1,10 pts.

 O dólar comercial fechou em alta de 0,24%, cotado a R$ 3,7340. Investidores ainda avaliavam os impactos da derrota da primeira-ministra britânica, Theresa May, em votação do Parlamento sobre o acordo para a saída do Reino Unido da União Europeia. Após a rejeição do acordo, o presidente da Comissão Europeia, Jean-Claude Juncker, disse que a maior probabilidade é a de que aconteça um Brexit desordenado, enquanto Donald Tusk, presidente do Conselho Europeu, sugeriu que o Reino Unido considere reverter totalmente o "brexit" e continuar na UE.

No Brasil, investidores aguardavam anúncios mais concretos sobre a proposta de reforma da Previdência, após o ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, afirmar na véspera que a proposta será apresentada ao presidente Jair Bolsonaro até o próximo domingo. Segundo Onyx, Bolsonaro deve usar a viagem ao Fórum Econômico Mundial, em Davos, na Suíça, para discutir o tema e uma decisão deve ser tomada na volta ao Brasil. O Banco Central brasileiro vendeu nesta sessão 13,4 mil contratos de swap cambial tradicional, equivalentes à venda futura de dólares. Desta forma, rolou US$ 7,37 bilhões do total de US$ 13,398 bilhões que vencem em fevereiro.

Conforme relatório mensal divulgado pela Green Coffee Association (GCA, na sigla em inglês) os estoques de café verde dos Estados Unidos subiram 50.948 sacas em dezembro totalizando 6.132.991 sacas ante 6.082.043 em 30 de novembro de 2018.

O Brasil exportou 35,2 milhões de sacas  de café em 2018, terceiro melhor resultado da série histórica (atrás de 2015, melhor desempenho, e 2014), segundo relatório do Conselho dos Exportadores de Café do Brasil (Cecafé), um aumento de 13,9% ante 2017. Já a receita cambial com as exportações do grão no ano foi de US$ 5,09 bilhões, queda de 3,0% em relação ao ano anterior. O preço médio da saca também caiu quando comparado com 2017, a US$ 144,53 - desvalorização de 14,9%.

"Acho que a volatilidade de preço tem dois fatores: a redução do real e maior oferta do produto, que sempre traz um efeito no preço. A safra desse tamanho (recorde) sempre provoca um impacto", disse o presidente do Cecafé, Nelson Carvalhaes, em entrevista com jornalistas, em São Paulo. Das sacas embarcadas, 31,5 milhões foram de café verde (29 milhões de arábica e 2,5 milhões de robusta), um aumento de 15% em relação ao ano anterior. O robusta teve aumento de 738,3% ante 2017, mas ficou abaixo dos anos de 2014 e 2015. Já o arábica teve 7,1% a mais de sacas embarcadas em 2018 do que em 2017. As outras 3,7 milhões de sacas foram de cafés industrializados, que cresceram 5,8%. A maioria, 3,6 milhões de sacas, foi de café solúvel.

Já o café torrado & moído teve 17,5 mil sacas embarcadas. Os cafés diferenciados, que têm qualidade superior ou certificado de práticas sustentáveis, tiveram 6,2 milhões de sacas, ou 17,7% do total de café embarcado. O crescimento em relação a 2017 foi de 21,3%. A receita da modalidade foi de US$ 1,12 bilhão, ou 22,1% do total arrecadado com exportações de café. O país que mais recebeu café exportado do Brasil em 2018 continuou sendo os Estados Unidos, com 6,2 milhões de sacas - o que representa 17,6% das exportações no ano.

Depois, vem a Alemanha (5,6 milhões de sacas, 16%) e Itália (3,1 milhões de sacas, 8,9%). O único dos principais destinos que teve queda nas exportações em 2018 foi a Federação Russa (-9,95%). Entre os principais compradores, o Reino Unido, com 98,6%, foi o que mais aumentou suas compras do produto brasileiro, seguido por Bélgica (33,7%), Japão (13,2%) e Itália (12,3). O Porto de Santos se manteve como principal via de escoamento para outros países, com 80,8% de participação. Em seguida, aparecem os portos do Rio de Janeiro (12,4%).


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink