Infocafé de 16/04/18

Infocafé

Infocafé de 16/04/18

Dólar comercial fechou em queda de 0,41% cotado à R$3,4120
Por:
23 acessos

N.Y. finalizou as operações nesta segunda-feira em queda, a posição maio oscilou entre a máxima de +0,05 pontos e mínima de -3,15 fechando com -3,05 pts. 

O dólar comercial fechou em queda de 0,41% cotado à R$3,4120. A sessão desta foi influenciada pelos resultados de uma pesquisa de intenção de votos divulgados no fim de semana pelo Datafolha que mostrou um cenário eleitoral bastante indefinido, com Lula ainda liderando na preferência dos eleitores. No exterior, investidores avaliam que a tensão diminuiu dois dias depois do ataque dos Estados Unidos e aliados à Síria . 

As exportações de café solúvel em 2017 diminuíram 9.468 toneladas, equivalentes a 410.366 sacas de 60 kg, uma perda de 11% em relação a 2016 e 2% na comparação com 2015. Foram exportadas 79.932 toneladas (3.464.239 de sacas) do produto, tendo como destino 106 países. Com esse desempenho, o Brasil perdeu o que havia conquistado nos dois anos anteriores, voltando a idêntico volume exportado em 2014. O desempenho menor em 2017, segundo a Associação Brasileira da Indústria de Café Solúvel (Abics), foi fruto da crise de abastecimento de café conilon, ocorrida entre agosto de 2016 e abril de 2017, em consequência da seca no maior Estado produtor de robusta do País, o Espirito Santo.

Como as vendas externas das indústrias de solúvel acontecem com antecedência de 6 a 12 meses, a falta de matéria prima naquele período, associada à insegurança quanto à safra futura e aos preços internos muito acima do mercado internacional, impactou diretamente na perda de contratos de fornecimentos, cujo resultado se concretizou em 2017. A receita obtida com as exportações no ano passado foi 6% superior em relação a 2016 e 10% frente a 2015, mas não significou maior rentabilidade às indústrias. Os preços internacionais do solúvel foram maiores, mas o valor do conilon brasileiro foi muito superior ao dos países produtores concorrentes, o que dificultou os negócios e as vendas foram realizadas com valores abaixo do mercado internacional, exatamente pelo fato de as indústrias tentarem evitar perdas de clientes tradicionais de longo relacionamento com o Brasil. Dos vinte maiores destinos do café solúvel nacional, que representaram 80% da receita total de 2017, houve diminuição no volume exportado para 13 deles. 

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink