Infocafé de 18/04/18

Infocafé

Infocafé de 18/04/18

N.Y. finalizou as operações nesta quarta-feira em alta
Por:
13 acessos

N.Y. finalizou as operações nesta quarta-feira em alta, a posição maio oscilou entre a mínima de -0,20 pontos e máxima de +1,80 fechando com +1,35 pts. 

Num dia de agenda esvaziada e cenário externo mais tranquilo, o dólar manteve o movimento de correção e fechou esta quarta-feira em queda de 0,82% cotado a R$3,3800.  Internamente, o cenário político seguiu no foco, com os investidores acompanhando os prováveis candidatos à Presidência se articulando para garantir apoio e decolar nas pesquisas de intenção de voto.  O Banco Central vendeu todo o lote de 3,4 mil swaps cambiais tradicionais, equivalentes à venda futura de dólares, rolando 1,360 bilhão de dólares do total de 2,565 bilhões de dólares que vence em maio.Se mantiver esse volume e vendê-lo integralmente, o BC rolará o valor total dos swaps que vencem no próximo mês.

O trabalho de promoção do café especial brasileiro no Exterior em março poderá proporcionar receita de US$ 13,4 milhões em negócios, dos quais US$ 4,04 milhões já concretizados em eventos em Cingapura, Austrália e China. A avaliação é dos representantes do projeto setorial “Brazil. The Coffee Nation”, realizado em parceria por Associação Brasileira de Cafés Especiais (BSCA) e Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil). Na Austrália, de 22 a 24 de março, nove empresas brasileiras participaram da Melbourne International Coffee Expo – Mice 2018. Esta ação rendeu US$ 2,57 milhões em negócios imediatos e a expectativa para a concretização de mais US$ 5,74 milhões ao longo dos próximos 12 meses, segundo a BSCA. Na China, o projeto conduziu a participação de dez empresas nacionais na Hotelex Shanghai Expo Finefoods, maior feira do setor de hotelaria e food service do país.

A movimentação financeira durante os dias 26 e 29 do mês passado totalizou US$ 1,470 milhão e abriu a possibilidade para a concretização de mais US$ 3,1 milhões em negócios até março de 2018. Ainda entre 22 e 24 de março, uma empresa brasileira marcou o início da participação do País na Café Asia 2018, em Cingapura. A exposição é voltada a pessoas que pretendem empreender nos setores de café e chá, reunindo profissionais de todas as etapas do processo, desde a produção até o consumo dos produtos. Nessa primeira participação, houve o prognóstico para a realização de US$ 500 mil em negócios durante os próximos 12 meses.

Para a diretora da BSCA, Vanusia Nogueira, “apesar de ser um mercado ainda pequeno, Cingapura é um grande centro de distribuição e transferência de mercadorias para toda a Ásia. A ascensão financeira chinesa nas últimas décadas tornou o país muito atrativo e os profissionais de lá têm real e crescente interesse pelos cafés especiais brasileiros”. Em comunicado, Vanusia acrescentou que, na Austrália, os prognósticos permanecem favoráveis “e o Brasil já colhe os frutos deste esforço de promoção empreendido, com a melhoria na imagem dos cafés brasileiros e o aumento do número de exportadores e nos volumes negociados”, concluiu. 

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink