Infocafé de 21/03/19

Infocafé

Infocafé de 21/03/19

N.Y finalizou a quinta-feira praticamente inalterada
Por:
23 acessos

N.Y finalizou a quinta-feira praticamente inalterada, a posição maio oscilou entre a mínima de -0,20 pontos e máxima de +1,55 fechando com +0,05 pts.

O dólar comercial fechou em alta de 0,9%, cotado a R$ 3,8000. O dólar já operava em alta ao longo da manhã e acelerou a valorização após a notícia da prisão do ex-presidente Michel Temer e do ex-ministro de Minas e Energia Moreira Franco pela operação Lava Jato. Apesar de não afetarem diretamente o governo do presidente Jair Bolsonaro, as prisões aumentam a desconfiança da população na classe política e o atrito entre os poderes Executivo e Judiciário, segundo analistas. Na visão de alguns agentes do mercado, essa tensão pode desviar os esforços do governo no sentido de aprovar a reforma da Previdência, proposta tida como essencial para equilibrar as contas públicas. Reforma dos militares frustra mercado.

O presidente do Conselho dos Exportadores de Café (Cecafé), Nelson Carvalhaes, em debate sobre mercado e exportação na Fenicafé, em Araguari (MG), salientou que o Brasil investiu muito nos últimos 30 anos, especialmente em café. “O país aumentou a produtividade das lavouras, melhorou a qualidade dos grãos, ficou mais eficiente e aumentou os volumes de produção e consumo interno. Com isso, o café brasileiro está presente hoje em 130 países do mundo”.  Segundo ele, os estoques de café brasileiros não são grandes, apesar da safra recorde colhida no ano passado, uma vez que os números de exportação e de demanda doméstica também são muito robustos.

“Deveremos encerrar o ciclo 2018/19 (julho-junho) com um volume de exportação de 38 a 40 milhões de sacas de 60 quilos. Então, com mais 22 milhões de sacas de consumo interno, a safra 2018 praticamente se exauriu”. Neste momento, o Brasil detém de 35% a 36% do mercado global de café. No final do ano que vem, 2020, a demanda global total de café deverá somar 172 milhões de sacas de café. “Com os preços baixos retirando produtores estrangeiros e oferta do mercado, acredito que o market share do Brasil poderá aumentar para 40% n final de 2021”, apontou. FENICAFÉ - A feira é voltada para a cafeicultura irrigada incluindo o processo de cultivo, plantio, manejo e colheita. É também um local para a divulgação de pesquisas e uma vitrine para as empresas expositoras que produzem produtos voltados para a cafeicultura.


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink