Infocafé de 23/11/18

Infocafé

Infocafé de 23/11/18

Bolsa de N.Y. finalizou a sexta-feira em baixa
Por:
73 acessos

Receba Notícias como esta por email

Cadastre-se e receba nossos conteúdos gratuitamente

A bolsa de N.Y. finalizou a sexta-feira em baixa, a posição março atingiu a mínima de -3,80 pontos fechando com -3,15 acumulando na semana -5,35 pts. 

O dólar comercial fechou em alta de 0,41%, cotado a R$ 3,8220. Com isso, a moeda norte-americana termina a semana com valorização acumulada de 2,20%, a maior alta semanal desde 24 de agosto (+4,85%). Investidores estavam preocupados com temores de que o crescimento econômico possa estar desacelerando na zona do euro. O mercado também acompanhava as tensões comerciais entre Estados Unidos e China antes da reunião entre os líderes dos dois países na próxima semana. O tombo dos preços do petróleo no mercado internacional também influenciou o avanço do dólar nesta sessão. No Brasil, investidores estavam otimistas com as últimas indicações para a equipe do governo Jair Bolsonaro. O Banco Central vendeu nesta sessão 13,6 mil contratos de swap cambial tradicional, equivalente à venda futura de dólares. Desta forma, rolou US$ 9,52 bilhões do total de US$ 12,217 bilhões que vence em dezembro. Se mantiver essa oferta diária e vendê-la até o final do mês, terá feito a rolagem integral. 

O Serviço Estrangeiro de Agricultura (FAS, na sigla em inglês) do Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA) estima que a safra de café da Índia entre em 2018/19 (outubro-setembro) será de 5,2 milhões de sacas de 60 kg. É uma projeção 300 mil sacas menor do que a estimativa oficial de USDA, de 5,5 milhões de sacas. A redução se deve à expectativa de chuvas fortes nos estados de Karnataka e Kerala, regiões importantes na produção. O FAS Mumbai estima exportação de 5,4 milhões de sacas, em virtude da produção menor do que o esperado e por menores estoques da safra passada, que teve forte demanda. Já o consumo tem estimativa de 1,25 milhões de sacas. As importações devem ficar em 1,3 milhões de sacas - na temporada 2018/19, as importações para a Índia vieram, principalmente, de Vietnã, Uganda e Quênia. 

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink