Infocafé de 27/05/19
CI
Infocafé

Infocafé de 27/05/19

Dólar comercial fechou em alta de 0,48%, cotado a R$ 4,0350
Por:

Sem o referencial de N.Y. devido ao feriado do Dia da Memória nos E.U.A. o mercado teve um dia "lento". Na BM&F a posição setembro fechou em baixa cotada à US$ 114,00.

O dólar comercial fechou em alta de 0,48%, cotado a R$ 4,0350. Participantes do mercado monitoram o cenário político local após manifestações ao redor do país em defesa do presidente Jair Bolsonaro. Há certa cautela entre investidores pelo fato de os manifestantes terem investido contra o Congresso Nacional e o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEMRJ), em um momento em que parlamentares se mostram dispostos a avançar com a pauta econômica proposta pelo governo.

A produção de café do Vietnã na safra 2019/2020, cuja colheita começa em outubro, deve atingir 30,5 milhões de sacas de 60 kg, ligeiro aumento de cerca de 100 mil sacas em comparação com o período anterior. A estimativa faz parte de relatório do Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA). A indústria estava preocupada com o impacto do fenômeno climático El Niño durante os primeiros quatro meses do ano civil de 2019 sobre a produção de café no Vietnã, comenta o USDA. "No entanto, o clima quente favoreceu os cafeeiros na floração e agora a expectativa é de uma outra boa colheita", informa o departamento.

A safra de café robusta do Vietnã está estimada em 29,1 milhões de sacas (ante 29 milhões de sacas em 2018/19). Segundo o USDA, agricultores têm deixado de substituir áreas de café pela pimenta, por causa da queda das cotações da especiaria nos últimos três anos. No entanto, a nova tendência é o produtor maximizar a renda com o cultivo de frutíferas, como manga e abacate, entre os cafezais. A produção de café arábica vietnamita, que representa apenas entre 4% e 5% do total, está projetada pelo USDA em cerca de 1,4 milhão de sacas, igual volume da safra 2018/19.

Já exportação de café verde pelo Vietnã deve atingir 25,5 milhões de sacas em 2019/20, totalizando 28,3 milhões de sacas, considerando o embarque de café torrado e moído e solúvel. Para 2018/19, a exportação vietnamita deve alcançar 24,5 milhões de sacas de café verde (total de 27,2 milhões de sacas, levando em conta a venda externa de torrado e moído e solúvel), "por causa da fraca demanda atual e da melhor produção do conilon brasileiro, que concorre diretamente com o robusta vietnamita", conclui o USDA. 


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.