Infocafé de 27/11/18

Infocafé

Infocafé de 27/11/18

N.Y finalizou a terça-feira em alta
Por:
19 acessos

Receba Notícias como esta por email

Cadastre-se e receba nossos conteúdos gratuitamente

N.Y finalizou a terça-feira em alta , a posição março oscilou entre a mínima de -0,40 pontos e máxima de +3,55 fechando com +2,50 pts. 

O dólar comercial interrompeu uma sequência de cinco altas e fechou em queda de 1,04%, cotado a R$ 3,8770. O movimento do dólar foi influenciado pela atuação do Banco Central, em uma tentativa de segurar a tendência de alta da moeda no final de ano. Nessa época, é comum as empresas enviarem dólares para o exterior, o que reduz a quantidade da moeda no Brasil e faz o preço subir.

O BC realizou nesta terça o chamado leilão de linha (venda de dólares com compromisso de recompra) com oferta de US$ 2 bilhões em novos contratos, com vencimento em 4 de fevereiro e 6 de março de 2019. Além disso, o BC manteve sua atuação diária com a venda de 13,6 mil contratos de swap cambial tradicional, equivalente à venda futura de dólares. Desta forma, o BC rolou US$ 10,880 bilhões do total de US$ 12,217 bilhões que vence em dezembro. No exterior, investidores estavam cautelosos diante de novas tensões comerciais entre Estados Unidos e China. Na segunda-feira (26), o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, afirmou que espera seguir em frente com o aumento de tarifas sobre US$ 200 bilhões em importações chinesas. A declaração jogou um balde de água fria sobre o otimismo vigente diante do encontro dele com o presidente da China, Xi Jinping, no G20, no final da semana. 

Começa nesta segunda-feira (26) e vai até o dia 8 de dezembro, a pesquisa de campo para realização do último levantamento da safra de café no estado de São Paulo. Nesse levantamento, além de consolidarem os números que fecham a safra de café 2018, os técnicos da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) também darão início às pesquisas do produto para a próxima safra. As áreas cobertas no estudo encontram-se nas regiões de Franca e São João da Boa Vista, onde é mais forte a representatividade do café arábica no estado. Serão visitados também os municípios de Garça, Marília, Jaú e Bragança Paulista.

A coleta dos dados é realizada em cooperativas de café, casas de agricultura e demais segmentos do setor cafeeiro. Com produção estimada em mais de 6 milhões de sacas, São Paulo responde pela 2ª maior produção de café arábica do país. O estado registrou, no último levantamento divulgado pela Conab, em setembro passado, uma produtividade em torno de 30,77 sacas de 60 kg por hectare. Os resultados desta pesquisa serão divulgados no dia 18 de dezembro, na sede da Companhia em Brasília.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink