Infocafé de 29/01/18

Infocafé

Infocafé de 29/01/18

N.Y. finalizou as operações nesta segunda-feira com leve queda
Por:
2 acessos

N.Y. finalizou as operações nesta segunda-feira com leve queda, a posição março oscilou entre a máxima de +0,70 pontos e mínima de -1,50 fechando com -0,20 pts. 

O dólar comercial fechou em alta de 0,84%, cotado a R$ 3,1660. Na semana passada, o dólar acumulou desvalorização de 1,9%, com o mercado apostando que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva está mais distante da corrida eleitoral deste ano. Os desembargadores do Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4) foram unânimes ao manter a condenação de Lula por crimes de corrupção e lavagem de dinheiro. Na visão do mercado,  o ex-presidente seria um candidato menos comprometido com o controle das contas públicas. Agora, os investidores acompanham os esforços que o governo do presidente Michel Temer fará para aprovar a reforma da Previdência. A votação da proposta está marcada para 19 de fevereiro na Câmara dos Deputados, mas o governo ainda não possui os votos suficientes. 

O boletim da Somar Meteorologia indica que a chuva avança do sul para o centro do Brasil nesta semana. Até o próximo domingo, choverá mais de 150 milímetros no Espírito Santo, Zona da Mata e Cerrado. No sul de Minas Gerais e Mogiana, a precipitação será mais fraca com acumulado médio em torno dos 70 milímetros. Por outro lado, o norte do Paraná, que já recebeu mais de 300 milímetros desde o início do mês, passará por um período mais seco a partir de agora.  Até o fim da primeira quinzena de fevereiro, a chuva forte permanecerá sobre o centro e norte do Brasil. 

Os Cafés do Brasil exportaram mais de 30,7 milhões de sacas de café de 60kg em 2017 e atingiram US$ 5,2 bilhões de receita cambial. Nesse mesmo ano, somente os Cafés diferenciados, os quais têm qualidade superior ou algum tipo de certificado de práticas sustentáveis, somaram volume de 5,1 milhões de sacas exportadas e obtiveram US$ 1,02 bilhão, montante que corresponde a 19,6% das receitas auferidas com o produto. Nesse mesmo contexto, vale ressaltar que apenas nos últimos três meses de 2017 as exportações de café alcançaram 8,8 milhões de sacas, período que apresentou a melhor performance em um trimestre do ano de 2017.

Em contraposição, nesse ano, o total do volume exportado de sacas de café teve um ligeiro decréscimo de 10,1%, se comparado com 2016, pois o volume de sacas exportadas no ano anterior registrou 34,2 milhões de sacas. Contudo, a receita cambial com o volume de sacas das exportações de 2017 garantiram aos Cafés do Brasil a 5ª posição no ranking das vendas ao exterior do agronegócio brasileiro, com 5,4% de participação na receita cambial. Contribuiu para o café figurar em quinto lugar no ranking das exportações do agronegócio brasileiro em 2017 o fato de o preço médio da saca exportado ter atingido a cotação média de US$ 169,36, valor superior em 6,6% ao do ano anterior, que foi de US$ 158,91.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink