Iniciativa 2,4-D participa do Congresso Brasileiro da Ciência das Plantas Daninhas

Agronegócio

Iniciativa 2,4-D participa do Congresso Brasileiro da Ciência das Plantas Daninhas

Tema deste ano é "Ciência das Plantas Daninhas: conhecimento e tecnologia a serviço do agricultor"
Por:
659 acessos

Grupo exibe estratégias que utiliza para incentivar o manejo da resistência de plantas daninhas e pesquisadores parceiros participam de painéis
 
A Iniciativa 2,4-D, grupo formado pelas empresas Atanor, Dow AgroSciences e Nufarm para gerar informação técnica sobre o uso correto e seguro de defensivos agrícolas, estará presente no XXX Congresso Brasileiro da Ciência das Plantas Daninhas (CBCPD), de 22 a 26 de agosto, em Curitiba (PR). No estande da Iniciativa 2,4-D os participantes poderão verificar algumas das ações desenvolvidas pelo grupo e os resultados obtidos, além de conhecimentos técnicos. “Em nossos treinamentos, levamos pesquisadores para um bate-papo com agricultores de diversas regiões do país, proporcionando um compartilhamento de informações mútuo, principalmente sobre o manejo da resistência de plantas daninhas e tecnologia de aplicação”, diz Ana Cristina Pinheiro, Coordenadora da Iniciativa 2,4-D.
 
Entre as ações promovidas pelo grupo, uma em especial será destacada no estande: o apoio à Campanha Plante Seu Futuro, que é uma campanha do Governo do Estado do Paraná e seus parceiros, entre eles a Iniciativa 2,4-D, para que o produtor conheça tecnologias que proporcionam maior rentabilidade conservando o meio ambiente e promovendo uma agricultura sustentável. Além disso, pesquisadores parceiros do grupo participarão de diversas mesas redondas e painéis durante o congresso. De acordo com o professor doutor da Universidade de Passo Fundo (UPF) e parceiro da Iniciativa 2,4-D, Mauro Rizzardi, as perdas de produtividade devido à presença de plantas daninhas podem chegar a 40%, se não controladas. “Uma planta de buva por m² reduz em até 12% a produtividade – ou seja, 6 sacos por hectare, o que equivale a uma perda de 360 reais”, afirma o pesquisador.
 
O evento
 
Com o tema “Ciência das Plantas Daninhas: conhecimento e tecnologia a serviço do agricultor", a trigésima edição do Congresso Brasileiro da Ciência das Plantas Daninhas (CBCPD) reunirá o que há de mais atual nas discussões da área no Brasil e no mundo. São esperados cerca de 800 participantes, entre estudantes, empresários, pesquisadores, produtores e consultores. A programação do Congresso será distribuída em mesas redondas e painéis ministrados por renomados palestrantes de diversas instituições de pesquisa nacionais e internacionais.
 
O evento é promovido a cada dois anos pela Sociedade Brasileira da Ciência das Plantas Daninhas desde 1956 e, na edição de 2016, será organizado conjuntamente pela Embrapa Soja, Universidade Estadual de Maringá, Pontifícia Universidade Católica de Curitiba, Fundação ABC e Universidade Estadual do Norte do Paraná.
 
Confira abaixo os temas e datas das participações dos parceiros da Iniciativa 2,4-D no CBCPD:
 
23/8
Das 16h às 17h45 - Painel: Novos problemas de resistência no Brasil - Folhas largas – Sala 1.
P4: Flor roxa (Echium plantagineum) resistente a ALS - Mauro Antonio Rizzardi (UPF).
 
24/8
Das 10h30 às 12h15 - Painel: Manejo de Plantas Daninhas em Áreas Florestais – Sala 2.
P2: Análise de risco ambiental do uso de herbicidas em áreas florestais - Robinson Antonio Pitelli (ECOSAFE).

Das 13h45 às 15h30 - Apresentação Oral - Sessão Manejo integrado de plantas daninhas e Tecnologia de aplicação de herbicidas – Sala 2.
Eficácia do controle de buva (Conyza sumatrensis) na aplicação diurna e noturna de 2,4-D Sal Colina - Ulisses Rocha Antuniassi (Unesp).

25/8
Das 8h45 às 9h25 - Grande palestra 6: Auxin Herbicides: perspectives on historical and new uses of a complex herbicide mode of action – Sala 1.
Terry R. Wright (Dow, USA).
 
Das 13h45 às 15h30 - Painel: Papel da tecnologia de aplicação na utilização de herbicidas auxínicos em lavouras anuais – Sala 1.
P1: Qualidade de aplicação, contaminação e descontaminação - Marco Antonio Gandolfo (UENP).

P2: Cuidados para aplicação de 2,4-D em pós-emergência - Ulisses Rocha Antuniassi (UNESP Botucatu).

Das 13h45 às 15h30 - Painel: Controle de plantas daninhas no ambiente de novos "traits" – Sala 2.
P1: Manejo de plantas daninhas nos ambientes de soja Cultivance/ENLIST/Xtend/LL - Mauro Antonio Rizzardi (UFPF).

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink