Inoculação aumenta em 35% proteína da braquiária

INOCULANTE

Inoculação aumenta em 35% proteína da braquiária

Forrageiras terão 25% mais de proteína
Por: -Leonardo Gottems
1062 acessos

Uma novidade desenvolvida pela Embpra soja em pareceria com a empresa Total Tecnologia aumenta produção de biomassa e o conteúdo de proteína do capim-braquiária. Funciona através da inoculação do capim com Azototal, o primeiro produto comercial com registro para braquiárias e é um inoculante que contém estirpes selecionadas da bactéria Azospirillum brasilense. O lançamento da tecnologia será no Show Rural Coopavel, que acontece de 5 a 9 de Fevereiro em Cascavel, no Paraná. “Com a inoculação, as forrageiras poderão dispor de 25% a mais de proteína, o que irá melhorar a qualidade nutricional da alimentação dos animais”, relatam os pesquisadores da Embrapa Mariangela Hungria e Marco Antonio Nogueira, que participaram do desenvolvimento da tecnologia.

A inoculação com o Azototal resultou em um incremento de 15% na produção de biomassa da braquiária e de 25% no conteúdo total de proteína, em comparação às parcelas que não receberam o produto. “Esses números são excepcionais e podem impactar positivamente a agropecuária”, afirma Mariangela Hungria. A Azospirillum brasilense é descrita como “bactéria promotora do crescimento de plantas”.

O efeito mais importante desse microrganismo é a produção de fitormônios que levam a incrementos consideráveis na biomassa de raízes. “Com o maior crescimento das raízes, a capacidade da forrageira para explorar o solo em busca de nutrientes e água é ampliada e permite, inclusive, maior aproveitamento do fertilizante aplicado”, explica a cientista da Embrapa.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink