Inseticida fisiológico é alternativa contra cigarrinha
CI
Imagem: Pixabay
LANÇAMENTO

Inseticida fisiológico é alternativa contra cigarrinha

Praga sugadora com elevado potencial para levar danos à cana-de-açúcar
Por: -Leonardo Gottems

A Albaugh anunciou a ampliação de seu portfólio de soluções para o setor sucroenergético, ao passar a produzir o inseticida Porcel 100 EC (piriproxifem), voltado ao controle da cigarrinha-das-raízes (Marhanarva fimbriolata) da cana-de-açúcar. 

O produto, que foi incorporado ao portfólio da Albaugh com a aquisição da Rotam Brasil, é descrito como um inseticida seletivo, fisiológico, com ação na fase de desenvolvimento larval dos insetos, principalmente sobre ovos e ninfas da praga. 

Segundo a fabricante, esse modo-de-ação impede que insetos jovens troquem de “instar” e completem seu ciclo. A aplicação correta do inseticida faz também com que as fêmeas da praga tenham reduzidas a postura de ovos e a fertilidade destes.

A Albaugh acrescenta ainda que Porcel 100 EC é plenamente adequado ao tratamento de canaviais por via aérea graças à composição do produto, mais amigável, seletivo a polinizadores, Cotesia flavipes e inimigos naturais de pragas da cana-de-açúcar.

Para o gerente comercial da Regional Citros-Cana da companhia, biólogo e especialista em proteção de plantas, Marcelo Pires Pereira, “Porcel 100 EC ganha mais relevância nas empresas do setor sucroenergético e propriedades fornecedoras de cana-de-açúcar, que em geral ocupam áreas de grandes dimensões. Com a aplicação por via aérea, transferimos benefícios importantes em conveniência, flexibilidade no planejamento, economia de tempo e redução de custos”. 

Especialistas reiteram que a cigarrinha-das-raízes constitui uma praga sugadora com elevado potencial para levar danos à cana-de-açúcar. Infestações pelo inseto transferem perdas, em produtividade, da ordem de 10% a 60%. 

“Frente aos riscos atrelados à cigarrinha, a solução Porcel 100 EC entrega eficácia de controle e relação custo-benefício altamente favorável na proteção da cultura”, acrescenta Pires Pereira.


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.