Instalação de pedágio em MT ainda divide opiniões
CI
Agronegócio

Instalação de pedágio em MT ainda divide opiniões

Setor de transporte já calcula os impactos da cobrança no valor do frete; nova praça foi inaugurada no sul de MT
Por:
Setor de transporte já calcula os impactos da cobrança  no valor do frete; nova praça foi inaugurada no sul de MT

A implantação de mais uma praça de pedágio em Mato Grosso, desta vez no modelo de concessão, diverge opiniões. O motivo é o impacto no frete, que deve aumentar, visto o eixo na praça piloto na MT-130, entre Rondonópolis e Primavera do Leste, custar R$ 6,50. Para um caminhão de seis eixos o desembolso para passar de uma cidade para outra uma única vez é de R$ 39, o que, segundo o setor de transporte, equivale a três refeições do motorista. Os cálculos do impacto no frete ainda são feitos, contudo para o setor produtivo e especialistas, por ser rodovia com pedágio as melhores condições de infraestrutura irão fazer com que o tempo de estrada seja reduzido, bem como os gastos com manutenção dos veículos. 

O modelo utilizado é o mais caro dentre as seis rodovias pedagiadas do Estado e tem vigência de 28 anos a concessão. O frete este ano já aumentou 40% desde junho após a Lei dos Motoristas 12.619/2012 ter entrado em vigor. 
 
Para o secretário-executivo do Sindicato de Transportadoras do Estado de Mato Grosso (Sindmat), Gilvando de Lima, para resolver o problema de logística é necessário uma “mudança de 180º” e não praças de pedágio. “Precisamos é de duplicações de pista e novas opções de rodovias. Dependendo da quantidade de viagens haverá impacto, sim. Os valores deveriam ser mais justos e diferenciados em respeito aos produtores. O cálculo do impacto sobre o frete não calculamos ainda, mas não será pequeno. Para apenas uma passagem de um caminhão de seis eixos o caminhoneiro terá de desembolsar R$ 39, equivalente a três refeições dele. Mas não podemos esquecer que é apenas uma passagem, existem ainda outros pedágios”. 

Para Lima, as estradas podem melhorar, mas em muitos trechos com várias praças não se vê justificativas técnicas para os valores elevados. “Esta falta de justificativa fica mais gritante quando poucas obras de melhorias e duplicação de rodovias são realizadas durante o período de concessão. Além disso, é um peso a mais diante de tantos impostos”. 

Mato Grosso possui outras cinco praças de pedágio, entretanto o modelo de administração é de parceria entre o governo do Estado e Associações dos Produtores. Na MT-242/491 o valor é R$ 5,10, na MT-242/493/140 R$ 5,50, na MT-235 R$ 4,70, na MT-449 (Rodovia da Mudança) R$ 3,90 e na MT-483 R$ 4.  

Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink