Instituições financeiras devem encaminhar proposta para operar com recursos do Funcafé

Café

Instituições financeiras devem encaminhar proposta para operar com recursos do Funcafé

As propostas de contratação deverão ser encaminhadas até o dia 20
Por:
30 acessos

O Fundo de Defesa da Economia Cafeeira (Funcafé), gerido pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), liberou para a produção na safra 2018/2019 R$ 4,96 bilhões para as linhas de crédito de custeio, estocagem, aquisição e capital de giro para indústrias e cooperativas de produção.

Os recursos são acessados pelos produtores, cooperativas e indústrias processadoras de café por meio de instituições financeiras credenciadas junto ao Sistema Nacional de Crédito Rural (SNCR) e habilitadas pelo Ministério da Agricultura. Para habilitação, as instituições financeiras interessadas devem encaminhar, até o próximo dia 20, proposta de contratação dos recursos no endereço eletrônico funcafe@agricultura.gov.br. 

Os documentos exigidos para habilitação constam no Aviso publicado no Diário Oficial da União desta quarta-feira (4). Os recursos foram aprovados pelo Conselho Monetário Nacional (CMN) na semana passada. Na safra anterior o valor foi de R$ 4,89 bilhões.

Os valores foram distribuídos em até R$ 1,1 bilhão para custeio, R$ 1,862 bilhão para estocagem, R$ 1,063 bilhão para aquisição (FAC) e R$ 10 milhões para recuperação de cafezais danificados. Para capital de giro, o limite é de R$ 200 milhões para a indústria de café solúvel, de R$ 300 milhões para a de torrefação e de R$ 425,2 milhões para as cooperativas, totalizando R$ 925,2 milhões.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink