Instituto responsável pela destinação de embalagens vazias de defensivos agrícolas completa 15 anos

Agronegócio

Instituto responsável pela destinação de embalagens vazias de defensivos agrícolas completa 15 anos

Sistema Campo Limpo bate recorde e se consolida como referência mundial no setor
Por:
303 acessos

Sistema Campo Limpo bate recorde e se consolida como referência mundial no setor
 
Ao longo de uma trajetória que completa 15 anos este mês, o inpEV (Instituto Nacional de Processamento de Embalagens Vazias) pode se orgulhar de colecionar importantes resultados. Núcleo de inteligência do Sistema Campo Limpo (logística reversa de embalagens vazias de defensivos agrícolas), o instituto comemora seu aniversário no momento em que o programa atinge a marca de 400 mil toneladas de embalagens destinadas de forma ambientalmente correta, desde seu início, em 2002, até hoje.
 
Esse número reflete a consolidação do Sistema que colocou o Brasil na liderança mundial em destinação desse tipo de material ao encaminhar para reciclagem ou incineração 94% das embalagens plásticas primárias utilizadas no país.
 
Com o objetivo de promover a mobilização de todos os elos da cadeia agrícola e da sociedade brasileira em geral em torno da questão da sustentabilidade, o inpEV promove ações de educação e conscientização. A celebração do Dia Nacional do Campo Limpo, data oficial do calendário brasileiro instituída para celebrar os resultados do Sistema Campo Limpo, já atingiu mais de 1 milhão de pessoas desde o início das comemorações, em 2005. E o Programa de Educação Ambiental Campo Limpo, criado em 2010 para apoiar instituições de ensino na complementação de conteúdos curriculares relacionados ao meio ambiente, atingiu 200 mil alunos de 2 mil escolas do país durante o ano de 2016.
 
O trabalho realizado pelo Sistema evitou que 514 mil toneladas de CO2 equivalente deixassem de ser emitidas na atmosfera e poupou a extração de 1,2 milhão de barris de petróleo, entre 2002 e 2015. Na esfera social, o programa gera 1.500 empregos diretos. “Esses resultados comprovam os importantes benefícios da atuação do instituto e do Sistema, que contribui para a construção de uma agricultura sustentável”, afirma João Cesar M. Rando, diretor-presidente do inpEV.


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink