Invasão asiática de vespas se espalha pela Alemanha

DESCOBERTA

Invasão asiática de vespas se espalha pela Alemanha

Espécimes vem sendo recolhidos
Por: -Leonardo Gottems
302 acessos

No fim do ano passado, uma vespa asiática (Vespa velutina nigrithorax) foi coletada viva em Hamburgo, na Alemanha, o que representa que uma invasão que ocorre na Ásia pode estar se espalhando pelo norte do país europeu. Sabe-se que se alimenta de muitos insetos, incluindo abelhas e outras espécies beneficiárias, a vespa asiática, que já havia invadido partes do sul e centro da Europa, é uma ameaça potencial à apicultura e até aos ecossistemas. 

O primeiro espécime foi capturado no sudoeste da França em 2005 e começou a se espalhar rapidamente. Nos anos seguintes, invadiu grande parte da França e regiões da Espanha, Portugal, Bélgica, Itália, Holanda, Grã-Bretanha e sudoeste da Alemanha. A velocidade de invasão na França foi estimada em cerca de 78 km / ano, mas, na realidade, a disseminação de espécies pode estar ocorrendo muito mais rapidamente devido a fatores antropogênicos. 

Ainda não está claro se o vespão asiático recolhido pertencia a uma população já estabelecida ou se é antes o primeiro registro de uma nova invasão. No entanto, considerando a rápida taxa de invasão das espécies e sua relativamente alta tolerância climática, é muito possível que tenha chegado a Hamburgo por rotas naturais e agora se reproduz ali. 

Embora outros modelos sugiram que a área de Hamburgo não seja adequada para as espécies hoje em dia, a nova descoberta pode ser um sinal de que a vespa asiática começou a se espalhar a uma velocidade maior do que a conhecida anteriormente e mesmo em regiões climáticas menos favoráveis.  

"Portanto, a descoberta atual deve ser levada a sério, independentemente de ser apenas um espécime ou um membro de uma população estabelecida", compartilha o pesquisador Martin Husemann, do Centrum für Naturkunde, Universidade de Hamburgo. 


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink