Investidores avaliam clima e base urbana

Agronegócio

Investidores avaliam clima e base urbana

Produtores gaúchos e paranaenses avaliam investimentos no Noroeste de MG
Por: -José Rocher
1214 acessos

Os produtores gaúchos e paranaenses que avaliam a possibilidade de investir no Noroeste de Minas Gerais investigam fatores que vão além das condições de produção. “A região tem potencial. Se nós não comprarmos terras, outros vão comprar”, afirma Zig Winkler, de Guarapuava, que esteve em Pirapora e Paracatu em 2010. O que falta para que uma leva de agricultores migre para lá é “coragem”, define. “Hoje em dia, o agricultor quer viver bem. Não temos mais terras disponíveis no Paraná, mas nem todo mundo está disposto a se aventurar ou a morar em municípios mais distantes (de centros urbanos)”, explica.

O produtor gaúcho Solani Rigo, de Erechim, avalia a situa­­ção à distância e aposta que não faltarão interessados em abrir lavouras em Minas. “Em nossa região, para plantar 500 ou 700 hectares, temos de arrendar um pedaço de terra aqui outro lá. Existem médios produtores trabalhando em quatro, cinco áreas”, relata. Um fator a ser melhor investigado, porém, é o regime de chuvas de cada microrregião, pondera Rigo.

Os próprios produtores de Minas apostam na expansão da agricultura. A Família Condé comprou em leilão armazéns com capacidade para 720 mil sacas e quer prestar serviços a antigos e novos vizinhos. O espaço é três vezes maior que o necessário para a produção dos 5 mil hectares cultivados entre Paracatu e Unaí. “Quando chegamos aqui, 27 anos atrás, não existia quase nada, só terra. Hoje não falta comprador de soja e quem alcançou escala pode se estruturar”, afirma Olavo Condé, que migrou de Rancho Alegre (PR) três décadas atrás. Seus filhos não planejam deixar a região, pela possibilidade de expandir os negócios dos pais e tios.

Na avaliação de Winkler, os produtores do Paraná precisam voltar a Minas para verificar oportunidades de negócios. Numa primeira visita, não teve contato com proprietários de áreas à venda ou ofertas do mercado imobiliário.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink