Italianos desenvolvem “tomate negro” rico em antioxidantes
CI
Agronegócio

Italianos desenvolvem “tomate negro” rico em antioxidantes

Técnicas de melhoramento genético tradicional
Por: -Leonardo Gottems

Universidades italianas apresentaram um tomate de coloração escura, proveniente das poderosas antioxidantes antocianinas – que são próprias das uvas e frutas escuras como o mirtilo e as cerejas Com propriedades nutracêuticas, o “Sun Black” foi desenvolvido por meio de técnicas de melhoramento genético tradicional. 


O novo tomate possui variedades pequenas e médias, e deverá se comercializado por uma empresa da cidade de Pisa chamada Ortofruttifero em lojas de especiarias italianas e supermercados. 

O “Sun Black” é o resultado de um projeto de pesquisa coordenado pela Escola Superior Santa Anna, de Pisa (Toscana, Itália), em conjunto com a Universidade de Tuscia (Viterbo), de Modena, e Reggio Emilia, também de Pisa, e Escola Superiore Santa Anna, de Lazio.


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink