Japonesa entra no segmento frutífera brasileiro
CME MILHO (DEZ/20) US$ 3,806 (4,73%)
| Dólar (compra) R$ 5,62 (-0,44%)

Imagem: Pixabay

MAÇÃ

Japonesa entra no segmento frutífera brasileiro

A novidade ocorre após a empresa consolidar a aquisição dos ativos da Nufarm na América Latina
Por: -Leonardo Gottems
619 acessos

A companhia japonesa Sumitomo Chemical está prestes a entrar no mercado brasileiro de produtos pós-colheita de frutas com o lançamento do regulador de crescimento FYSIUM, específico para maçã. A estreia no Brasil deve acontecer em agosto, logo após o fim da colheita nos estados da Região Sul do País, que se dá em fevereiro e maio.  

A novidade ocorre após a empresa consolidar a aquisição dos ativos da Nufarm na América Latina. Para o engenheiro agrônomo e gerente de contas especiais da Sumitomo Chemical, Alexandre Ometto, o regulador de crescimento FYSIUM será o primeiro de uma ‘família’ de produtos do gênero que a empresa japonesa lançará no País, de agora aos próximos anos. Além da maçã, estão no foco cultivos como uva e hortifrútis em geral. 

Ele explica ainda que o produto já vem sendo utilizado com sucesso em vários países da Europa e América Latina, na África do Sul, Austrália e nos Estados Unidos. No mercado brasileiro, o FYSIUM estará disponível a partir da safra 2020-2021. “Trata-se de uma tecnologia que possibilita à cadeia comercializadora dispor de maçã de alta qualidade o ano todo, uma vez que a safra brasileira de maçã dura apenas três meses”, explica Eduardo Andrade, engenheiro agrônomo, gerente de marketing biorracionais da Sumitomo Chemical para a América Latina. 

O produto será comercializado na forma de ‘venda aplicada’, ou seja, a aplicação do produto será realizada por uma equipe altamente especializada da própria companhia. “Realizaremos toda a operação para o cliente, o que trará mais segurança e assertividade”, enfatiza Andrade. Ometto adianta também que as aplicações são rápidas, levando, no máximo, duas horas e meia e consideradas extremamente seguras. 


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink