John Deere quer suspender contratos

Agronegócio

John Deere quer suspender contratos

Objetivo é reduzir a produção de colheitadeiras e plantadeiras
Por:
1275 acessos
A John Deere, de Horizontina (RS), propôs aos seus funcionários a suspensão dos contratos de trabalho por cinco meses para reduzir a produção de colheitadeiras e plantadeiras. A proposta foi feita nesta semana e rejeitada em assembleia por 83% dos 1.194 metalúrgicos presentes.


O acordo previa que os funcionários da fábrica recebessem seguro-desemprego durante o período, sendo recontratados após o término. Os trabalhadores pediram um ano de estabilidade após o retorno, o que foi negado pela empresa. O coordenador regional da Federação dos Metalúrgicos do RS, João Roque dos Santos, informou que os funcionários aguardam uma contraproposta da empresa.


Em nota, a John Deere confirma a intenção de "pausa na produção de plantadeiras e colheitadeiras da fábrica" e garante que vai reavaliar a situação para definir os próximos passos sobre o tema. A negociação, segundo a empresa, teve início em fevereiro deste ano. A John Deere descarta fechar a unidade.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink