Lançada calculadora de pegada de carbono no trigo
CI
Imagem: Pixabay
MEIO AMBIENTE

Lançada calculadora de pegada de carbono no trigo

“Nossa participação é estratégica e está em sintonia com a visão da empresa de ter soluções ambientalmente positivas"
Por: -Leonardo Gottems

A Tabela Setorial do Trigo do Programa Carbono Neutro Argentino (PACN) acaba de apresentar o 'Calculador da Pegada de Carbono' e um Manual de Boas Práticas Agrícolas, duas ferramentas que permitirão ao produtor agrícola implementar melhorias no desempenho ambiental de sua produção para quando há um mercado para títulos de carbono agrícolas no país.

A Mesa Setorial é implementada por meio da formação voluntária de Mesas Setoriais nas quais participam produtores, grupos e/ou associações, empresas e câmaras setoriais de cada um dos elos produtivos da cadeia de valor, garantindo plena representação geográfica nacional.

Belén Iácono, Gerente de Sustentabilidade da Yara Latam. Uma das empresas componentes da Diretoria do Setor Trigo disse que “Nossa participação é estratégica e está em sintonia com a visão da empresa de ter soluções ambientalmente positivas. Este é um exemplo de como nós, na fase em que temos de participar, podemos impactar o quilo de massa alimentícia”, disse.

O executivo destacou a necessidade de trabalhar de forma colaborativa entre os diferentes atores da cadeia. “O que buscamos é descarbonizar a cadeia alimentar. Na Yara acreditamos que esse processo de descarbonização da cadeia é algo colaborativo, que não pode ser feito sozinho. Por isso é tão importante que haja empresas de diversos setores e segmentos da cadeia nas mesas, porque todos temos algo a contribuir”.

A Calculadora é uma ferramenta que permite ao produtor carregar todas as suas práticas e conhecer as emissões e o impacto que sua produção gera no meio ambiente. Da Yara, foram fornecidas informações validadas e certificadas sobre os valores que incluem desde a fabricação até a aplicação em campo, necessários para realizar os cálculos na categoria de fertilizantes. Isso representa uma vantagem para os produtores, pois quando houver mercado de títulos de carbono na Argentina, não será mais necessário solicitar certificados, pois eles já estarão disponíveis neste programa.


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.