Lançamentos de trigo atendem demanda de mercado

Agronegócio

Lançamentos de trigo atendem demanda de mercado

Sementes CD carregam tradição da boa produtividade sempre aliada à qualidade
Por: -Janice
6251 acessos
Sementes CD carregam tradição da boa produtividade sempre aliada à qualidade

A semeadura do trigo no Brasil ainda está em andamento e a previsão, segundo dados da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), espera-se que a produção supere 5,3 milhões de toneladas nesta safra. Atualmente, com a nova classificação do trigo e a demanda do mercado, o produtor busca cultivares do tipo pão e trigo melhorador.


A Cooperativa Central de Pesquisa Agrícola – Coodetec está alinhada com esta demanda e oferece ao produtor as melhores sementes, a fim de proporcionar uma colheita de trigo de ótima qualidade. Ainda no ano passado, muitos produtores escolheram e aprovaram a cultivar CD 150. Esta variedade é indicada para regiões quentes e entra na classificação de trigo melhorador. “A CD 150 tem como um dos seus genitores o CD 104, que se destaca no mercado, há mais tempo. É uma referência de qualidade industrial e apresenta alto potencial de rendimento de grãos, com bom peso hectolitro e boa resistência ao acamamento”, informou o gerente de pesquisa Trigo da Coodetec, Francisco de Assis Franco.

A cultivar CD 150 possui como características principais porte baixo, precocidade, boa tolerância a brusone e a ferrugem da folha. Paranaenses como Jair João Tenfen (Cafelândia) Antonio Moisés Zanelato (Marechal Cândido Rondon) e Alceu Parise (Santa Terezinha de Itaipu) se destacaram no ano passado com os resultados alcançados em suas lavouras. O primeiro conseguiu média de 193,7 sacas de trigo por alqueire e, os dois últimos, 179 e 170 sacas por alqueire, respectivamente.

Novas cultivares

Os produtores de trigo CD já se preparam para o plantio das cultivares CD 121, CD 122 e CD 123. Neste ano, os três materiais estão nas lavouras para multiplicação e, em 2012, estarão acessíveis aos demais triticultores. As três cultivares são indicadas para as regiões I e II do Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul.


De acordo com Franco, a cultivar CD 121, possui excelente tipo agronômico e é resistente ao acamamento. Esta variedade reforça o portfólio dos trigos brandos, que já contava com cultivares como a CD 105, CD 119 e CD 120.

Para os que buscam trigo de qualidade para panificação, a Coodetec está colocando no mercado as cultivares CD 122 e CD 123. A primeira possui bom tipo agronômico e, a segunda, é um trigo precoce de baixa estatura. Os três lançamentos possuem alto potencial de rendimento de grãos e resistência a ferrugem da folha.

Lançamentos 2012

Além destes lançamentos, a Coodetec terá novidades para as próximas safras. Neste ano, as cultivares CD 124, CD 151 e CD 154 estão em fase de multiplicação nos campos da Coodetec. Em 2011, estes materiais estarão disponíveis para os licenciados e, posteriormente, aos demais produtores.

Com indicação para as regiões I e II do Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul, a cultivar CD 124 vem para fortalecer o segmento de farinhas de trigo pão. Este material, segundo o gerente de pesquisa Trigo, possui alto potencial de rendimento de grãos, bom tipo agronômico, boa resistência a giberela e germinação na espiga.


Os trigos CD 151 e CD 154 reforçam o grupo dos melhoradores da Coodetec. São indicados para os estados do Paraná, São Paulo e Mato Grosso do Sul. No caso da cultivar CD 151, o destaque ficou com o alto potencial produtivo, em diferentes localidades das regiões quentes, ampla adaptação e boa sanidade. Este trigo também possui tolerância a calor, a seca e a brusone. Já o trigo CD 154, que também descende do CD 104, é caracterizado como cultivar de alto potencial produtivo. Além disso, possui bom tipo agronômico, com destaque no tamanho da espiga.

“A base do programa de Trigo Coodetec está alicerçada no alto potencial de rendimento de grãos e qualidade industrial. Procuramos atender os principais requisitos do produtor e da indústria. Deste modo, oferecemos opções para atender a demanda do agricultor, nas diferentes regiões produtoras”, destacou Franco.

As informações são da assessoria de imprensa da Cooperativa Central de Pesquisa Agrícola – Coodetec.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink