Lavouras de arroz poderão sofrer com chuvas irregulares

Agronegócio

Lavouras de arroz poderão sofrer com chuvas irregulares

O verão será influenciado pelo fenômeno La Niña
Por:
1351 acessos

A estação mais quente do ano chega ao Rio Grande do Sul, e os produtores devem estar atentos às condições climáticas. As lavouras de arroz poderão sofrer com alguma frente fria, que poderá trazer chuvas fortes e irregulares. Segundo a consultora da Somar Meteorologia, Cátia Valente, a previsão para o Rio Grande do Sul é de um verão com precipitações próximas da média na maior parte das localidades. "Não teremos um verão chuvoso, apenas uma ou outra frente fria entre os meses de janeiro e fevereiro", salientou.

O verão será influenciado pelo fenômeno La Niña, ao contrário do que ocorreu em igual período do ano anterior, o El Niño. "Aqui no Sul tivemos um verão muito chuvoso e com ondas de calor intenso", lembrou. Conforme a meteorologista, verões de La Niña são mais chuvosos no centro e norte do Brasil. Já a região Sul sofre com estiagens. Neste ano, no entanto, alguns fatores, como a temperatura mais elevada da água do Atlântico junto à costa da Argentina, Uruguai e Região Sul do Brasil, poderão favorecer a ocorrência de chuvas fortes e esporádicas, como as observadas há dez dias.

Os riscos aumentam com as chuvas mal distribuídas, dependendo do estágio da cultura do arroz irrigado. As temperaturas devem manter-se dentro do padrão e podem ocorrer alternâncias entre dias de calor mais intenso com dias de temperaturas bastante amenas, favorecidas pela entrada das massas de ar frio. Para o mês de março, Cátia afirmou que a tendência, por enquanto, é de que o risco de estiagem aumente em toda a Região Sul.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink