Leguminosas foram tema da Semana da Alimentação em Santa Cruz do Sul

Agronegócio

Leguminosas foram tema da Semana da Alimentação em Santa Cruz do Sul

Divulgar o consumo das leguminosas na alimentação humana foi o objetivo de diversas ações realizadas pela Emater/RS-Ascar
Por:
896 acessos

Divulgar o consumo das leguminosas como feijões, ervilha, amendoim favas, grãos-de-bico e lentilhas na alimentação humana foi o objetivo de diversas ações realizadas pela Emater/RS-Ascar, juntamente com a Associação Santacruzense de Feirantes (Assafe), Conselho Municipal de Segurança Alimentar (Consea) e Conselho de Alimentação Escolar (CAE), para marcar a Semana da Alimentação (10 a 16/10), no município de Santa Cruz do Sul.

As atividades tiveram início na primeira semana do mês com a realização de palestras voltadas para os Grupos de Mulheres Rurais das comunidades de Rincão das Oliveiras (03/10), Linha Saraiva (05/10), Linha Paredão São Pedro (06/10) e Alto Paredão (13/10). As palestras contaram com a participação de cerca de 60 agricultoras e foram ministradas pelo extensionista social da Emater/RS-Ascar, Reinaldo Gonçalves Kucharski, com vistas a incentivar o consumo, preservação das sementes das leguminosas e a produção para a comercialização, tendo em vista que 2016 foi eleito pela Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura (FAO) como o Ano Internacional das Leguminosas. 

Encerrando as ações da Semana da Alimentação, na sexta-feira (14/10), foi realizada na Feira Rural Central a distribuição dos folders "Leguminosas: grãos nutritivos para um futuro sustentável" e a degustação de receitas feitas com leguminosas como o bolo mulatinho, bolo de fubá com amendoim, cuca de amendoim e sucos naturais. "Tivemos uma ótima receptividade pelo público. Nas palestras resgatamos importantes informações que mexeram com as lembranças das agricultoras. Na degustação, na Feira Central, fizemos o trabalho de resgatar o uso das leguminosas na alimentação com a distribuição dos folders com receitas que podem ser feitas com derivados das leguminosas", destaca Kucharski.
 


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink