Leilão negocia 100% da oferta para milho em MT e prêmio tem deságio

Agronegócio

Leilão negocia 100% da oferta para milho em MT e prêmio tem deságio

Já a demanda pelo milho ofertado em Mato Grosso do Sul, Goiás, Distrito Federal e Paraná ficou em torno de 30% do total
Por:
434 acessos

O leilão de Prêmio de Escoamento de Produto (PEP) para milho, realizado nesta sexta-feira (28) pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), negociou 100% das 500 mil toneladas oferecidas em Mato Grosso. Já a demanda pelo milho ofertado em Mato Grosso do Sul, Goiás, Distrito Federal e Paraná ficou em torno de 30% do total.

O mercado já previa o resultado, ressaltando que o valor do prêmio fixado para Mato Grosso era atrativo, ao contrário dos demais Estados. Com a forte disputa pela subvenção, dada pelo governo para estimular o escoamento do milho até os portos, e de lá para o mercado externo, houve deságio sobre o valor negociado.

Para o milho do norte de Mato Grosso (200 mil toneladas), o prêmio era de R$ 6,66 por saca, e no fechamento caiu para 68% do valor. Para o médio-norte (200 mil toneladas), o prêmio de R$ 6,06 por saca fechou a 52%. E o prêmio para as 100 mil toneladas do sul do Estado fechou a 31% do valor inicial de R$ 5,46 por saca. Das 80 mil toneladas oferecidas em Goiás e Distrito Federal, foram arrematadas 24.351, das 80 mil toneladas de Mato Grosso do Sul, foram negociadas 21.150 toneladas e das 100 mil toneladas de milho paranaense houve demanda para 26.500 toneladas. Os prêmios nesses Estados não sofreram variação. Para Goiás e Distrito Federal o prêmio foi de R$ 3,18 por saca, para Mato Grosso do Sul, de R$ 3,78 por saca, e para o Paraná, de R$ 1,74 por saca.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink