Leite e milho vão continuar pressionando inflação

Agronegócio

Leite e milho vão continuar pressionando inflação

Depois de meses contribuindo para puxar a inflação para baixo, o comportamento dos preços dos alimentos, nos últimos seis meses, se tornou fonte de preocupação no governo
Por:
89 acessos

Depois de meses contribuindo para puxar a inflação para baixo, o comportamento dos preços dos alimentos, nos últimos seis meses, se tornou fonte de preocupação no governo. Nos cálculos dos técnicos do Ministério da Fazenda, a alta, principalmente dos produtos da cadeia do leite e dos associados ao milho, continuará pressionando a inflação até o final do ano. A previsão da Seae (Secretaria de Acompanhamento Econômico) é que somente em 2008 o mercado interno consiga aumentar a oferta desses produtos, reduzindo a volatilidade dos preços.

"A médio prazo, acho que não haverá problema porque o próprio aumento de preços leva a um aumento da oferta doméstica, estimula a produção doméstica. O problema da agricultura é que você tem um ciclo de produção. O preço aumentou, não há uma saída a curto prazo", disse à Folha o secretário de Acompanhamento Econômico, Nelson Barbosa.

O grupo alimentação e bebidas representa cerca de 20% do IPCA, índice que serve de referência para as metas do Banco Central. No caso do leite e derivados, que respondem por 1,9% do IPCA, o secretário explica que o Brasil passa por um período de entressafra no mesmo momento em que o mercado internacional atravessa uma fase de instabilidade por causa da escassez de oferta e crescimento da demanda pelo produto.

A alta nos derivados de milho, segundo ele, vem em resposta ao aumento do consumo no mercado chinês e à fabricação do etanol nos EUA. Na avaliação do secretário, com o aumento dos preços, o mercado doméstico deverá elevar o plantio do milho e, na pecuária, também deverá ocorrer uma expansão do rebanho ou destinação de mais cabeças para a produção de leite do que para o abate.


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink