Leite tem segunda maior produção em 45 anos
CI
Imagem: Marcel Oliveira
PRODUÇÃO

Leite tem segunda maior produção em 45 anos

Em 2019, a produção nacional de leite alcançou 34,8 bilhões de litros
Por: -Eliza Maliszewski

A produção nacional de leite avançou 2,7% em 2019. Foram 34,8 bilhões de litros, o segundo maior volume da série desde que a pesquisa iniciou em 1974. Os dados são da Pesquisa da Pecuária Municipal (PPM 2019), divulgada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 

De acordo com o Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA), o Brasil seguiu como o quinto maior produtor de leite no ranking mundial. A liderança é do Sudeste, com alta de 4,4% e participação de 34,3%. A região ocupava a segunda posição desde 2014, atrás do Sul. Os estados sulistas agora respondem por 33,4% do total. O destaque ficou por conta do Nordeste que avançou 8,4%, o maior crescimento regional.

Minas Gerais segue como o estado que tem o maior volume de leite produzido, sendo responsável por 27,1% e um aumento de 5,7% em relação a 2018, sendo também o principal responsável pelo maior desempenho da Região Sudeste. O estado também tem o maior rebanho com 3,1 milhões de cabeças. Na sequência aparecem Goiás com 1,9 milhão e o Paraná, na terceira posição, com 1,3 milhão de vacas ordenhadas.

Em ordenha o total de vacas é de 16,3 milhões de cabeças. Houve decréscimo no número de animais entre 2018 e 2019 mais um ano com ganho de produtividade do rebanho leiteiro, ao atingir a marca de 2 141 litros de leite/vaca/ano. O Sul do País registrou a maior produtividade nacional, liderado por Santa Catarina, que alcançou 3 816 litros de leite/vaca/ano, seguido pelo Rio Grande do Sul (3 609 litros de leite/vaca/ano) e o Paraná (3 324 litros de leite/vaca/ano). Minas Gerais ocupou o quarto lugar no ranking de produtividade, com 3 011 litros de leite/vaca/ano.

São 5.513 produtores e entre os 10 maiores municípios destaques nesse segmento, sete são mineiros, porém o primeiro lugar coube a Castro (PR), responsável por 280 milhões de litros. Em segundo lugar no ranking, destacou-se Patos de Minas (MG), que atingiu 195,8 milhões de litros. A terceira posição ficou com Carambeí (PR), com 180 milhões de litros. 

O preço médio nacional pago pelo litro do leite apresentou alta de 6,7% em 2019, chegando a R$ 1,24 por litro. O valor da produção teve um acréscimo de 9,6% em relação ao ano anterior, resultado da combinação de aumentos de volume e preço, atingindo R$ 43,1 bilhões. No Estado do Rio Grande do Norte, foi observada a maior alta de valor da produção (17,8%), resultante, principalmente, dos aumentos de rebanho (+9,1%) e volume leiteiro (+16,5%).
 


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink