Liberado recurso para controle de sanidade na fronteira de MT e Bolívia
CI
Agronegócio

Liberado recurso para controle de sanidade na fronteira de MT e Bolívia

Montante servirá para vigilância, barreiras móveis e manutenção
Por:
O Instituto de Defesa Agropecuária de Mato Grosso (Indea) anunciou a liberação de R$ 780 mil em recursos federais para fiscalização da sanidade dos rebanhos bovinos nas propriedades rurais localizadas em área de fronteira seca com a Bolívia.

O montante vai servir para atividades de vigilância em propriedades rurais, barreiras volantes móveis, e manutenção dos sete postos do órgão espalhados pela fronteira entre Mato Grosso e o território boliviano. Além dessa verba, cinco caminhonetes foram entregues para a defesa sanitária da região de fronteira, que compreende uma extensão de 780 km e abrange três municípios – Cáceres, Porto Esperidião e Vila Bela da Santíssima Trindade.

De acordo com a presidente do Indea, Maria Auxiliadora Diniz, a estatística releva os bons resultados do empenho dos governos federal e estadual. “Há mais de 17 anos não é registrado nenhum foco de febre aftosa em Mato Grosso, e esse número é consequência de uma forte política estadual e federal de erradicação da doença. Esses novos benefícios a região é prova de que a mão do Estado está firme na proteção da região”, comenta.

Para agilizar o controle de vacinação da região de fronteira seca com a Bolívia, os servidores do Indea contarão pela primeira vez com o uso da tecnologia de coleta de dados. As equipes do Instituto, formadas por médicos veterinários e agentes fiscais, farão uso de 25 tablets e 25 impressoras para fazer os registros de vacinação, cadastramento e vigilância na fronteira.

Em novembro de 2012, quando foi realizada a última etapa da campanha de vacinação contra a aftosa, os servidores do Indea utilizaram o equipamento tecnológico como teste. “Em maio, quando começa a primeira etapa da vacinação de bovinos e bubalinos, a fiscalização na fronteira será totalmente informatizada, com transmissão de dados pela internet, permitindo que o nosso trabalho seja otimizado e com maior rigor”, comenta a presidente do Indea.

Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.